• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
SELECT TOP 3 B.Codigo , B.Nome_Arquivo , B.Href , B.Descricao FROM Banner B WHERE B.Publicar = 1 AND B.Data_Expiracao >= 20180921 AND B.[1pagina] = 1 AND B.Cod_Tipo_Banner = 4 ORDER BY B.Data_Publicacao DESC, codigo DESC
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

O avanço de Haddad e as caras de culatra na Globonews
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > notícias conexão

Notícias Conexão

 

Terça-feira, 16 de Janeiro de 2018

Requião a Dallagnol: Savonarola também foi queimado na fogueira - vídeo

Da Redação

Memória de dom Helder Câmara e a experiência na política
Memória de dom Helder Câmara e a experiência na política
O senador do PMDB do Paraná, Roberto Requião, a cada dia se confirma como um herdeiro maior do bom e bem representado PMDB de Ulysses Guimarães, Valdir Pires, Miguel Arraes e Pedro Simon. Brasileiro dentro do que o termo carrega de mais edificante, ele não hesita em criticar correligionários que usam o partido para jogatinas que tem ameaçado de morte do futuro do Brasil. Neste vídeo, cuja transcrição você pode ler aqui, seu alvo é ninguém menos que o procurador da República, Deltan Dallagnol. O menino mimado do MP do Paraná, que ameaça entrar na política, ouve - ou lê, se preferir - que não é santo embora queira parecer que sim . E lhe é lembrado algo ainda mais importante. Alguns que se sentiram santos, como o padre medieval católico Savonarola, acabaram na mesma fogueira onde queimaram ditos inimigos.

Veja a transcrição e veja o vídeo:

Confira, abaixo, a fala do senador paranaense:

Dallagnol, você não é santo.

Quero conversar com você, Deltan Dallagnol.

Conversa franca faz bons amigos, como dizia meu admirado Dom Hélder Câmara.

Todo mundo sabe que eu sempre apoiei a prisão de corruptos, inclusive aquelas feitas pela Lava-Jato.

Mas não apoio tudo o que a Lava-Jato faz. Aliás, apoio cada vez menos em razão da arrogância, da prepotência, da aliança com a imprensa corrupta que está destruindo o Estado Social junto com esse governo.

Dallagnol, você está dizendo em uma das suas muitas declarações midiáticas que praticamente todos os políticos são corruptos.

Ora, todas as pesquisas do Paraná lhe colocam também como político, como candidato a senador.

Eu conheço muito políticos que são honestos, que no meio de toda essa guerra se dedicam sinceramente ao interesse do povo.

Será que isso vale também para os políticos da Lava Jato?

Será que os procuradores da Lava Jato são santos como foi Dom Hélder Câmara?

Não, Dallagnol, você não é santo.

Você fala como se fosse, como um Savonarola, um Torquemada.

Eles também se achavam santos. Mas não eram.

Decorar os manuais de direito e passar no concurso é uma coisa.

Mas acho que está faltando estudarem também história, política, economia, sociologia...

Dallagnol, a história mostra que Savonarola foi queimado na mesma fogueira onde ele mandou queimar tantos inocentes anteriormente.

Dallagnol, pesquisas sociais no Brasil mostram que os poderosos abusam dos mais fracos, dos mais pobres de forma totalmente impune.

O que você tem contra a lei contra o abuso de autoridade? Por que você não apoia a lei de abuso de autoridade, a Lei Cancellier?

Dallagnol, eu conheço dois tipos de pessoas que se opõem frontalmente a uma lei que regulamenta a punição ao abuso de autoridade: as pessoas que não estudaram o assunto e as pessoas sem compaixão ou sensibilidade social.

Por que você não dedica nenhuma das suas centenas de declarações contra a destruição do Estado Social que está sendo realizada pelo governo veio ao poder no auge do prestígio da Lava Jato?

Há políticos sérios e corruptos, juízes sérios e corruptos, procuradores sérios e corruptos.

A Lava Jato acertou por prender alguns corruptos. Mas errou em muita coisa, como ficar cega frente à corrupção de muitos políticos e empresários

Arrogância, prepotência, aliança com a imprensa corrupta que está destruindo o Estado Social junto com esse governo colocado no poder com certa ajuda inconsciente da Lava Jato.

Vocês também se acostumaram a fazer declarações públicas sobre todos os assuntos. Então eu achei que devesse fazer essa nossa conversa franca também de forma pública. Afinal agora você também é um homem público e agente político.

Dallagnol, conversa franca faz bons amigos.





Conhecendo o personagem: Girolamo Savanarola



Acabou incinerado na fogueira para onde enviou vítimas da inquisição
Acabou incinerado na fogueira para onde enviou vítimas da inquisição  

Em 23 de maio de 1498, por ordem do papa Alexandre VI, é executado na forca e em seguida incinerado o frei Girolamo Savonarola. Um dos espíritos mais complexos e poderosos do quatrocentismo italiano, Savonarola nasceu em Ferrara, em 21 de setembro de 1452, de uma família originária de Pádua. Intelectual muito talentoso devotou-se a seus estudos, em especial à filosofia e à medicina.

Sua vida transcorre em grande parte longe da terra natal e se muitas de suas peregrinações o levaram a diversas cidades da Itália, sua ação e sua energia de monge reformador e intérprete dos motivos contrastantes da cultura do Humanismo e do Renascimento, se deu principalmente na Florença de Lourenço o Magnífico e, depois da morte deste, na cidade em que por breve tempo se tornou república.



Em 1475, é acolhido no Convento dos Dominicanos onde sua visão teológica e das coisas mundanas se afirmou. Sentindo profundamente a perda de valores trazida pelo ideário do Renascimento começou a escrever os tratados filosóficos baseados em Aristóteles e em São Tomás de Aquino. Em 1481, foi designado por seu superior para pregar em Florença. Nesse centro do Renascimento, opôs-se rispidamente à vida pagã e frequentemente contra a imoralidade prevalecente em muitas classes da sociedade, em especial na corte dos Médici. Suas palavras exprimiam o desejo insistente de reforma da sociedade corrupta. Foi tomado ao mesmo tempo por um zelo intenso para com a salvação das almas, e estava pronto a arriscar tudo a fim combater as fraquezas humanas.

Após a derrubada dos Médici, em 1494, Savonarola tornou-se o único líder de Florença e organizou uma república definida como "cristã e religiosa". Inimigo do renascimento artístico e cultural, estimulou a destruição de livros e obras-de-arte. Proibiu o jogo, a bebida, as festas e elevou a sodomia, até então punida com multa, a crime capital, punível com a pena de morte.

Sua ortodoxia religiosa não era apoiada pelo papa Alexandre VI, que chegou a emitir várias censuras contra Savonarola. O fanático líder florentino simplesmente ignorou-as e continuou seu trabalho de limpeza moral, cujo ápice ocorreu em 1497, com a organização da famosa Fogueira das Vaidades: emissários do ditador recolheram por toda a cidade todos os objetos que pudessem caracterizar alguma forma de frouxidão moral, como espelhos, tabuleiros de jogos, cartas, vestidos luxuosos, livros sobre temas pagãos, cosméticos, perfumes, quadros mostrando figuras nuas e objetos semelhantes. De tudo isso resultou uma enorme pilha, incendiada em praça pública no centro de Florença.

Sua missão de intolerante reformador civil e religioso encontrou uma crescente hostilidade que se precipitou em tragédia quando Savonarola conspira para depor o papa Alexandre VI que, em revide, lançou o interdito contra Florença, excitando o ânimo dos cidadãos contra o frade.

Os desmandos de Savonarola foram tantos que em 4 de maio de 1497 explode a revolta popular, comandada por bandos de jovens. Numa atitude de provocação aberta, o povo reabriu tavernas e promoveu a jogatina em locais públicos. A família Médici foi reconduzida ao poder enquanto Savonarola, preso e excomungado pelo papa, acabou sendo executado e queimado na Piazza della Signoria, junto com seus colaboradores Domenico da Pescia e Silvestro Maruffi.

Era 23 de maio de 1498. As suas cinzas foram dispersas no rio Arno. A figura de Savonarola foi retratada pelo insigne pintor Fra Bartolomeo e durante longo tempo exerceu um estranho fascínio. Cogita-se que Leonardo da Vinci teria retratado Savonarola na sua famosa obra A Última Ceia no rosto de Judas Iscariotes.

 

Veja também:

>> Sexto sentido? Mulheres representam 5% dos investidores em Bitcoins

>> Mídia ignora brasileiros sob risco de deportação nos EUA

>> Papa Francisco afirma que mundo está à beira de uma guerra nuclear

>> Sites alternativos seriam financiados por entidades que apoiaram o golpe

>> Thompson Flores e a arte de trazer o inferno para dentro de casa

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Requião a Dallagnol: Savonarola também foi queimado na fogueira - vídeo
 

Copyright 2018 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!