• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
SELECT TOP 3 B.Codigo , B.Nome_Arquivo , B.Href , B.Descricao FROM Banner B WHERE B.Publicar = 1 AND B.Data_Expiracao >= 20170529 AND B.[1pagina] = 1 AND B.Cod_Tipo_Banner = 4 ORDER BY B.Data_Publicacao DESC, codigo DESC
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Terça-feira, 23 de Maio de 2017

Ayres Brito vê brecha constitucional para eleições diretas - vídeo

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > notícias conexão

Notícias Conexão

 

Sábado, 18 de Março de 2017

Operação Carne Fraca atingiu um dos setores mais organizados do golpe: agronegócio

Por Fábio Lau

Se alguém tinha dúvidas de que a Lava-Jato teve por objetivo tirar de cena o Brasil e um provável protagonismo no comércio internacional de petróleo, agora estes céticos ganham nova oportunidade. Deflagrada nesta sexta-feira (17), a Operação Carne Fraca, que atingiu os principais frigoríficos do país, desmontou um dos setores mais importantes da economia do país e da sua pauta de exportação: o agronegócio. Ao anunciar, ainda sem laudo definitivo, que o Brasil produzia (e exportava) carne podre e contaminada, a Polícia Federal e a Justiça ajudaram de maneira rápida e eficaz os principais concorrentes do Brasil no setor: Estados Unidos e Austrália. O primeiro, da mesma forma que aconteceu na Lava-Jato com o petróleo, não sabe mais como agradecer ao ilegítimo.

O setor, que gera quase US$ 6 bi em exportações do país, é responsável também pelo emprego de milhões de brasileiros - direta e indiretamente. Com isso, a situação do Brasil no campo do trabalho que já era ruim, deverá se agravar nos próximos meses. A quem interessa este processo?

A exemplo do que fizeram com a Petrobras, quando, a título de salvá-la da corrupção, a destruíram e venderam ativos (e continuam vendendo), o caso da pecuária não foi diferente. Em vez de prender os responsáveis e obrigar as empresas a entrarem nos trilhos preferiram o escândalo, o escárnio e a difamação internacional. O Brasil levará décadas para reconquistar algumas respeitabilidade no setor.

Curiosamente, os representantes do agronegócio no país, ruralistas que formam uma forte bancada no Congresso, foram os primeiros a aderir ao golpe. E agora se veem vítimas dele. O mesmo ocorreu a industriais e até setores dos trabalhadores como a Força Sindical.

Presidente da Associação dos Exportadores brasileiros, José Augusto Castro considerou uma "tragédia histórica" a notícia de que frigoríficos brasileiros pagavam propinas a fiscais sanitários para liberar carnes e acredita que o impacto do escândalo vai além do mercado de proteína animal, influenciando também os preços de grãos no mercado global.

Ministro da Justiça e golpista no grampo




Um grampo da 'Operação Carne Fraca', divulgado na sexta-feira (17) capturou uma conversa do atual ministro da Justiça, Osmar Serraglio (PMDB-PR), um dos articuladores do golpe contra Dilma e aliado de Eduardo Cunha, com o fiscal agropecuário Daniel Gonçalves Filho, superintendente do Ministério da Agricultura no Paraná entre 2007 e 2016. Daniel foi um dos alvos da investigação. Serraglio assumiu o Ministério da Justiça no início do mês. Apesar disso, o peemedebista não é alvo da investigação deflagrada nesta sexta-feira.

A Carne Fraca aponta Daniel Gonçalves como o "líder da organização criminosa". No diálogo, Osmar Serraglio se refere a Daniel Gonçalves como "o grande chefe".

Segundo a decisão que deflagrou a Carne Fraca, "em conversa com o deputado Osmar Serraglio, Daniel é informado acerca de problemas que um Frigorífico de Iporã estaria tendo com a fiscalização do MAPA (o frigorífico Larissa situa-se na mesma cidade)". O frigorífico Larissa pertence ao empresário Paulo Rogério Sposito, candidato a deputado federal pelo estado de São Paulo em 2010 com o nome Paulinho Larissa.

"Logo após encerrar a ligação, Daniel ligou para Maria do Rocio, contando-lhe que o fiscal de Iporã quer fechar o Frigorífico Larissa daquela localidade", informa a decisão. "Ele pede a ela que averigue o que está acontecendo e lhe ponha a par. ela então obedece à ordem e em seguida o informa de que não tem nada de errado lá, está tudo normal, informação esta depois repassada a Osmar Serraglio."

 

Veja também:

>> Crítica & Literatura: as dores e delícias da existência real ou ficcional

>> Vítima de agressão da Guarda Municipal, professora aguarda há três dias cirurgia - vídeo

>> Arrecadação do Botafogo na Libertadores reduz expectativa de dívida em 2017

>> Temer 6%: ilegítimo ficou com R$ 19,8 milhões do dinheiro da campanha

>> Dallagnol afirma que até o meio do ano Lula será sentenciado

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Operação Carne Fraca atingiu um dos setores mais organizados do golpe: agronegócio
 

Copyright 2017 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!