• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
SELECT TOP 3 B.Codigo , B.Nome_Arquivo , B.Href , B.Descricao FROM Banner B WHERE B.Publicar = 1 AND B.Data_Expiracao >= 20170919 AND B.[1pagina] = 1 AND B.Cod_Tipo_Banner = 4 ORDER BY B.Data_Publicacao DESC, codigo DESC
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Sábado, 16 de Setembro de 2017

Morre aos 65 anos o jornalista Marcelo Rezende
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Terça-feira, 12 de Setembro de 2017

Xico Sá critica Zezé Di Camargo: "se o pau de arara fosse no seu c...."

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > notícias conexão

Notícias Conexão

 

Terça-feira, 22 de Agosto de 2017

O engodo da Operação Militar no Rio

Da Redação

A fotografia do banner é uma reprodução de um registro feito pela fotojornalista Marcia Foletto, do Globo. Trata-se de uma operação militar nas comunidades do Rio ocorrida em 1994. Mostra, portanto, que o constrangimento, ou humilhação, imposta a crianças já é coisa antiga. Elas seguem, na sua maioria, para escolas. Mas são revistadas por conta da suspeita de que poderiam estar carregando drogas. Mas a fotografia comprova também, e é por isso que está aqui, que estas operações trám historicamente com resultado a absoluta falta de resultados.



Para deixar claro: ninguém é contra o combate ao tráfico - a não ser claro, o traficante, o policial habituado a extorquir traficantes e o usuário. O que se contesta é a escolha do lugar para combater. Quem conhece as comunidades e os riscos implicados deveria saber - ou sabem, mas fingem que não - que a droga que procuram e o fuzil que não acham não nascem na vala negra da favela. Vem de fora. Entra no Brasil via aeroportos, portos, fronteiras. Chegam de caminhão. A trouxinha de maconha que eventualmente a mãe de uma criança poderia estar escondendo na sua intimidade não representaria uma gota no mar do tráfico de drogas que movimentou as Forças Armadas.



A humilhação, portanto, é injustificada. Justificada seria uma megaoperação em aeroportos clandestinos do país. Lá de onde alguns saíram ou chegaram carregados de maconha e cocaína. Megaoperação seria uma ação para prender policiais que liberam a travessia de drogas e armas, especialmente armas, na fronteira - e saber que alguns destes policiais viraram ídolos. Por que não fazem? Porque é mais fácil atuar na boca da favela - os bandidos já saíram e a classe média fica excitadíssima com o verde oliva.

Leia também:
A soldado e a revista que humilha mãe e filha


Por conta da operação que custou, segundo se revelou, R$ 1,5 milhão, 21 mil estudantes não puderam ir a aula. Isso sim causa prejuízo social e pessoal. E os traficantes? Longe, ao que parece, do palco da "guerra". O Brasil dos fantoches tem investido muito na sua vocação.

 

Veja também:

>> Jornalistas lançam livros este mês no Rio

>> Ronaldo Fenômeno não se emenda: agora está com Dória

>> Criança Esperança afronta nossa consciência, diz PML

>> Vagner Mancini acusa jornalista de parcialidade e vídeo viraliza na rede

>> "Crônica do golpe": livro de Felipe Pena mostra o quanto o golpe alterou o cotidiano

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
O engodo da Operação Militar no Rio
 

Copyright 2017 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!