• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
SELECT TOP 3 B.Codigo , B.Nome_Arquivo , B.Href , B.Descricao FROM Banner B WHERE B.Publicar = 1 AND B.Data_Expiracao >= 20180722 AND B.[1pagina] = 1 AND B.Cod_Tipo_Banner = 4 ORDER BY B.Data_Publicacao DESC, codigo DESC
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Sexta-feira, 20 de Julho de 2018

Ex-apresentadora do Vídeo Show afirma que foi vítima de racismo
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Domingo, 15 de Julho de 2018

Benja, do Fox Sports Rádio, manda colega tomar no c%$#&u e áudio vaza

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > notícias conexão

Notícias Conexão

 

Segunda-feira, 18 de Junho de 2018

O empate do Brasil contra a Suíça e a cabeleira do Neymar

Neymar e o Senhor Barriga: o cabelo até que parece...
Neymar e o Senhor Barriga: o cabelo até que parece...
Fábio Lau*


Qual a relação da cabeleira nova de Neymar com o empate do Brasil? Nenhuma, claro. Mas que tem servido de argumento para o baixo desempenho do time de Tite em Campos, lá isso tem! Esperava-se muito da garotada que brilha nos gramados europeus. Além disso, enfrentávamos (é bom falar assim, no plural, e nos incluindo no escrete canarinho). Mas é claro que quando um jogador vai ao limite da vaidade (será que vaidade tem limite), a ponto de levar de Barcelona seu cabeleireiro para a Rússia, só para dar um trato no pelo, espera-se muito dele em campo. E o que houve com Neymar? Nada. Absolutamente nada!


Neymar, desde que substituiu Messi em 2015 e o superou em média de gols, nunca mais foi o mesmo jogador. Naquele ano, quando o brasileiro tinha 23 anos, sua média de gols era de o,57 por jogo contra 0,55 do rival quando tinha a mesma idade. E, atuando pelo Manchester, o badalado Cristiano Ronaldo tinha uma média de 0,38. Em números absolutos a lógica era: 183 gols de Neymar, 150 do argentino e 118 do craque português.

Mas o que houve com Neymar? Ele parece ter deitado em berço esplêndido e dali fica difícil ser criativo. Deixou-se tomar pela fama e não mais jogou o que poderia nem mesmo no PSG - para onde se transferiu para ser, finalmente, um protagonista na Europa.

O empate com a Suíça foi um duro golpe nos fãs. Viu o craque caindo e simulando faltas em vez de jogar e mostrar ao mundo o quanto é importante e merece ser hoje o sucessor de jogadores como Pelé, Garrincha, Jairzinho, Romário, Bebeto, Ronaldinho Fenômeno e Rivaldo - para ficar só neste nomes.

Cabelo não é essencial. Prova disso é que Ronaldo Fenômeno fez um corte polêmico, com jeitão de "Cebolinha" em 2002, e trouxe o caneco. Mas ele jogava bola, muita bola, a cada jogo. Menos cabelo e mais futebol é o que o Brasil espera dele.

Mas, cá para nós: o problema de Neymar não está no cabelo. Está sim na bola que hesita em entregar para um companheiro melhor colocado. Sua busca permanente pelo protagonismo a qualquer preço. E como nenhum outro atleta consegue falar isso para ele.... a gente vai criticando apenas seu cabelo!

* Fábio Lau é pitaqueiro, dá de canela, mas fez uns golzinhos ao longo da carreira. Ah, e seu time foi o que mais cedeu jogadores à Seleção Brasileira!

 

Veja também:

>> Advogados desmontam acusações dos que querem condenar Gleise Hoffmann

>> 83% dos menores infratores abandonaram escolas

>> A fotografia que derrubou Messi

>> São Paulo e a herança de três décadas do DNA tucano

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
O empate do Brasil contra a Suíça e a cabeleira do Neymar
 

Copyright 2018 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!