• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
SELECT TOP 3 B.Codigo , B.Nome_Arquivo , B.Href , B.Descricao FROM Banner B WHERE B.Publicar = 1 AND B.Data_Expiracao >= 20191019 AND B.[1pagina] = 1 AND B.Cod_Tipo_Banner = 4 ORDER BY B.Data_Publicacao DESC, codigo DESC
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Quinta-feira, 10 de Outubro de 2019

Guga Chacra "esculacha" Eduardo Bolsonaro

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > notícias conexão

Notícias Conexão

 

Sexta-feira, 29 de Março de 2019

Nana Caymmi gera polêmica ao defender Bolsonaro e defenestrar Gil, Chico e Caetano

Casados nos anos 66 a 68
Casados nos anos 66 a 68
Por Fábio Lau*

Vamos combinar uma coisa antes?
Nana Caymmi é aquela mulher que sobe ao palco com uma voz esplendorosa para cantar músicas as quais dá uma personalidade ímpar. É, portanto, uma das melhores intérpretes da MPB. A, outra, a que quase nunca fala e que agora decidiu falar de política é uma senhora amargurada, embrutecida e cética.
Não misturemos.


Em entrevista concedida à Folha, a filha de Dorival Caymmi defendeu Jair Bolsonaro - hoje um sujeito questionado até pelos próprios eleitores mais radicais - e atacou seus colegas de música Chico Buarque, Gilberto Gil e Caetano Veloso.

Eleitora do presidente no segundo turno, ela acha que há má vontade com ele: "É injusto não dar a esse homem um crédito de confiança. Um homem que estava fodido, esfaqueado, correndo pra fazer um ministério, sem noção da mutreta toda... Só de tirar PMDB e PT já é uma garantia de que a vida vai melhorar. Agora vêm dizer que os militares vão tomar conta? Isso é conversa de comunista. Gil, Caetano, Chico Buarque. Tudo chupador de pau de Lula. Então, vão pro Paraná fazer companhia a ele. Eu não me importo."

Reencontro antes da polêmica
Reencontro antes da polêmica  


Como se vê, ela compra a versão oficial de que Bolsonaro, com 30 anos de vida pública no parlamento, é um político inexperiente.

Em outro momento da entrevista, diz que Gilberto Gil, com quem foi casada entre 66 e 68, "adora aparecer". "Gil é maluco, adora aparecer. Se pudesse, dormia no palco. E ele tá cansado. Chega, está cantando há séculos e aos gritos. Eu falei: 'Gil, não grita', 'Gil, não grita'. Mas conselho não se dá. Por que Caetano tem a voz que tem, a mesma desde que nasceu entre as pernas de dona Canô? Não há possibilidade de ele dar um grito. Só dá grito quando ele tá furioso com a Paula [Lavigne] ou se é pra falar de jornalista."

* Fábio Lau é jornalista e fã da voz de Nana Caymmi. Mas a prefere no palco.

 

Veja também:

>> STF decide que é legal sacrifício animal em cultos religiosos

>> Moro poderá ser conduzido coercitivamente ao Congresso

>> Moro é forçado a falar sobre visita à CIA no Senado

>> Desembargador que disse que iria "comer" juízas pede desculpas - vídeo

>> Tábata Amaral pede que ministro da Educação se demita - vídeo

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Nana Caymmi gera polêmica ao defender Bolsonaro e defenestrar Gil, Chico e Caetano
 

Copyright 2019 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!