• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
SELECT TOP 3 B.Codigo , B.Nome_Arquivo , B.Href , B.Descricao FROM Banner B WHERE B.Publicar = 1 AND B.Data_Expiracao >= 20200528 AND B.[1pagina] = 1 AND B.Cod_Tipo_Banner = 4 ORDER BY B.Data_Publicacao DESC, codigo DESC
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Terça-feira, 26 de Maio de 2020

Jornalistas de Globo, Folha e Estadão vão deixar chiqueirinho do Alvorada

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > notícias conexão

Notícias Conexão

 

Quinta-feira, 21 de Março de 2019

MDB: Bolsonaro pode perder apoio do centro

Foto : Fábio Rodrigues Pozzebom - Agência Brasil
Foto : Fábio Rodrigues Pozzebom - Agência Brasil

Uma das principais legendas a figurar no rol dos partidos de centro (ou Centrão), o MDB pode dificultar muito a vida do novo governo na votação da Reforma da Previdência. Após as prisões de Michel Temer e Moreira Franco, o partido emitiu nota dura onde critica a decisão da Justiça antes de dar a oportunidade legal de defesa. Para a maioria dos políticos da legenda, as prisões ocorreram como forma de pressionar o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, genro de Moreira Franco.

Leia a nota na íntegra:

"O MDB lamenta a postura açodada da Justiça à revelia do andamento de um inquérito em que foi demonstrado que não há irregularidade por parte do ex-presidente da República, Michel Temer e do ex-ministro Moreira Franco. O MDB espera que a Justiça restabeleça as liberdades individuais, a presunção de inocência, o direito ao contraditório e o direito de defesa".

Ao lado do PSDB, Solidariedade, PPS, Novo, Pros, Avante e mais algumas siglas nanicas, o NDB pode reunir entre 100 e 120 deputados. Somados aos 140 da oposição (PT, PSB, PDT, PSOL, PCdoB, Rede e PV, que somam 140 parlamentares), Bolsonaro pode dar adeus à Reforma da Previdência. Até porque, mesmo na base aliada, o governo encontrará resistências por conta da baixa contribuição dos militares para a mudança estrutural do projeto.

Há dias, analistas interpretaram que Analistas a base de Bolsonaro com 242 deputados (13% a menos do que o necessário para Garantir a Reforma da Previdência). Mas isso foi antes do episódio mais rumoroso da semana: a prisão do ex-presidente e aliado de muitos dos parlamentares que estavam com o atual.

O PSDB também está atento às movimentações jurídicas e políticas da Lava-Jato. Alguns dos seus principais quadros podem acabar presos - como ocorreu a Michel Temer. Acusados de corrupção por Paulo Preto, José Serra, Alckmin, Aécio Neves e Aloysio Nunes. Afinal, a condenação em segunda-instância, como se vê, não se faz mais necessário. Aliás, nem em primeira.

 

Veja também:

>> Senado pode impor derrota humilhante a Bolsonaro e rever fim do visto a americanos

>> Prisões de Temer e Moreira são vistas como retaliação de Moro

>> O sabujo eleito presidente do Brasil

>> Amorim critica submissão de Bolsonaro aos EUA

>> Já pensou em ser diretor de escola? As vagas estão abertas no Pensi

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
MDB: Bolsonaro pode perder apoio do centro
 

Copyright 2020 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!