• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
SELECT TOP 3 B.Codigo , B.Nome_Arquivo , B.Href , B.Descricao FROM Banner B WHERE B.Publicar = 1 AND B.Data_Expiracao >= 20180624 AND B.[1pagina] = 1 AND B.Cod_Tipo_Banner = 4 ORDER BY B.Data_Publicacao DESC, codigo DESC
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > notícias conexão

Notícias Conexão

 

Quarta-feira, 31 de Janeiro de 2018

Jornais brasileiros tem acentuada queda nas versões impresso e digital

O descarte do impresso ocorre em todos os títulos tradicionais
O descarte do impresso ocorre em todos os títulos tradicionais
Podemos dar muitas explicações. Preço, dificuldade das novas gerações em ler e conviver com o papel e até mudança de hábito dos leitores por conta da Internet. Mas não há como ignorar que a aposta dos velhos veículos de mídia do Brasil, da velha oligarquia, por atuar a favor do golpismo, em uma linha conservadora e reacionária, também é fator determinante para o fiasco. De famílias ricas, estes jornais, que agora tem o apoio da versão digital, perderam metade do seu público em três anos. De 2015 a 2017, a redução na circulação média diária impressa foi de 520 mil exemplares.

No gráfico abaixo, divulgado pelo site da Carta Maior, um portal de esquerda, é possível perceber mais claramente o declínio. E ali os números são expostos a partir de dezembro de 2014 - ano da reeleição de Dilma e que combinou com o início do processo golpista. Ali, mais do que nunca, a mídia embarcou na aventura antidemocrática e hoje sofre suas consequências - a queda do poder aquisitivo da população faz do jornal um dos principais produtos a serem dispensados.

O levantamento ignora a existência do diário Extra, do Rio, que é do grupo O Globo. O jornalão da família Marinho possivelmente agrega seus números - é o carro-chefe do grupo.

São citados os jornais: Super Notícia (MG), Globo (RJ), Folha (SP), Estado (SP), Zero Hora (RS), Valor Econômico (SP), Correio Braziliense (DF), Estado de Minas (MG), A Tarde (BA) e O Povo (CE). A Gazeta do Povo (PR) parou de circular em versão impressa diária em 2017 -no início do ano passado sua circulação média era de apenas 26,6 mil exemplares por dia.





 

Veja também:

>> Direita mira o dedão do pé ao antecipar prisão de Lula

>> Globo tira Chaves e Chapolin do SBT

>> Martha Esteves ministra curso de jornalismo esportivo

>> Nei Lopes: editora relança o primeiro livro do escritor carioca

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Jornais brasileiros tem acentuada queda nas versões impresso e digital
 

Copyright 2018 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!