• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
SELECT TOP 3 B.Codigo , B.Nome_Arquivo , B.Href , B.Descricao FROM Banner B WHERE B.Publicar = 1 AND B.Data_Expiracao >= 20170530 AND B.[1pagina] = 1 AND B.Cod_Tipo_Banner = 4 ORDER BY B.Data_Publicacao DESC, codigo DESC
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > notícias conexão

Notícias Conexão

 

Segunda-feira, 10 de Abril de 2017

Fora de Pauta: Domingos Meirelles e a versão definitiva do Caso Carlinhos - vídeo

Da Redação

Carlinhos: caso mudou os hábitos das crianças brasileiras
Carlinhos: caso mudou os hábitos das crianças brasileiras

Dia 2 de agosto de 1973: a partir daquela data a vida de uma geração de brasileiros jamais seguiria o mesmo curso. O menino Carlinhos, 10 anos, desapareceria de sua casa, no Rio de Janeiro, em um suposto sequestro - algo raro naqueles tempos. Repórter do jornal O Estado de São Paulo à época, o hoje presidente da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), Domingos Meirelles, diz, com todas as letras, que a trama ocorreu com o consentimento e participação direta dos pais do menino. Com dívidas, entenderam que a comoção popular poderia gerar o aparecimento de recursos. Mas algo deu errado. Carlinhos jamais foi encontrado.



O Caso Carlinhos ocorreu na mítica Rua Alice, em Laranjeiras. Ali estava instalada a Casa Rosa, um cabaré palco da iniciação sexual de gerações jovens desde o início do século XX até a década de 70.

Carlinhos era mais um dos total de sete filhos do casal Maria da Conceição e João Ramirez da Costa. A fila de herdeiros era composta por Vera Lúcia, Carmen, Eduardo, João, Carlos (o personagem central), Roberto e Luciana. Na época com as idades de 15, 14, 13, 11, 10, 8 e 3 anos. Na versão que foi inicialmente narrada e que Domingos Meirelles afirma ser mentirosa, a qual a mídia abraçou, havia um pedido de resgate cujo valor, para os tempos atuais, seria dos mais modestos: 100 mil cruzeiros. Em números atualizados pelo INPC seria R$ 88 mil.

A explicação para que a imprensa embarcasse na versão original, de sequestro, segundo Meirelles, é simples: crença demasiada na polícia e a certeza de que, numa narrativa envolvendo estratégia e pedido de dinheiro, a história teria mais apelo junto a opinião pública.

A narrativa original do crime



A mãe assistia a novela das 8 com cinco dos sete filhos quando a luz da casa foi apagada. Em seguida um homem invade a residência, tranca a todos no banheiro, mas leva apenas o menino Carlinhos, de dez anos. Ele deixa um bilhete, escrito com erros crassos de português, afirmando que levava o menino e esperava receber dinheiro em troca para libertá-lo. Caso houvesse resistência a criança seria morta - disse.

Domingos Meirelles: um caso esclarecido, mas corpo nunca encontrado
Domingos Meirelles: um caso esclarecido, mas corpo nunca encontrado  
O pai, na hora do sequestro, estaria com dois dos filhos em um laboratório de sua propriedade onde fazia perfumes, sabonetes e outros produtos. O negócio, descobriu a polícia na época, estava praticamente falido. E esta teria sido a razão para que o pai articulasse a trama sórdida envolvendo a criança.

Diante da pressão da polícia e da imprensa, e o clamor da opinião pública para que localizassem o menino, surgiu a notícia de que Carlinhos teria sido afogado na praia de em Mauá, na Baixada Fluminense, por ordem do próprio pai - uma maneira de impedir que, resgatado, relatasse o nome do sequestrador - que seria conhecido da família (um funcionário do pai).

Posteriormente dezenas de jovens com problemas mentais ou de memória, com a idade que Carlinhos teria ao longo dos anos, foram apresentados pela polícia e submetidos a exames de DNA. Um deles chegou a descrever a própria casa e o campo de futebol onde costumava brincar. Mas era uma fraude. O verdadeiro Carlinhos jamais foi encontrado.

A geração que era criança ou adolescente nos anos 70 passou a viver sob extrema vigilância dos pais. Havia o temor, nas escolas e praças públicas, de que crianças fossem sequestradas. Histórias como a da "kombi branca*" que raptava crianças se tornaram um pesadelo em todo o país.

Domingos Meirelles, que ajudou a esclarecer centenas de casos durante sua participação no programa Linha Direta, relata a sua nova versão para o caso.

Fora de Pauta



Fora de Pauta é um documentário com histórias de jornalistas que jamais foram narradas para o grande público. Um trabalho dos jornalistas Marcelo Migliaccio e Fábio Lau através de Conexão Jornalismo e MCE Produções.

Já foram gravados depoimentos de expoentes do jornalismo como Luarlindo Ernesto, Alexandre Alencar e Hilka Telles.





* Uma história dizia que uma kombi branca, ocupada por homens sanguinários, era usada para sequestros. Apanhadas, elas eram levadas para lugares onde fariam trabalhos forçados, eram abusadas e algumas mortas e estripadas. Nos anos 90, com a sucessão de casos de meninas desaparecidas no Rio, o caso ganhou novo oxigênio.

 

Veja também:

>> Manchete da Globo News vira piada na rede

>> Letícia Sabatella revela já ter sido molestada por José Mayer

>> Dilma, em Harvard, faz o que deveria ter feito na ONU: denuncia o golpe! Vídeo

>> 19 das 50 cidades mais violentas estão no Brasil

>> Rússia bota em circulação maior submarino nuclear do mundo

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Fora de Pauta: Domingos Meirelles e a versão definitiva do Caso Carlinhos - vídeo
 

Copyright 2017 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!