• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
SELECT TOP 3 B.Codigo , B.Nome_Arquivo , B.Href , B.Descricao FROM Banner B WHERE B.Publicar = 1 AND B.Data_Expiracao >= 20181018 AND B.[1pagina] = 1 AND B.Cod_Tipo_Banner = 4 ORDER BY B.Data_Publicacao DESC, codigo DESC
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Segunda-feira, 15 de Outubro de 2018

Caetano entrevista Manuela D'Ávila
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Terça-feira, 02 de Outubro de 2018

Globo X Record: nem nas pesquisas as emissoras combinam

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > notícias conexão

Notícias Conexão

 

Sexta-feira, 16 de Março de 2018

Cinema: "Soldados do Araguaia" - Crítica de Francis Ivanovich - vídeo

Foto reprodução - Soldado do Araguaia
Foto reprodução - Soldado do Araguaia

SOLDADOS DO ARAGUAIA



por Francis Ivanovich*

Ribamar, Góes, Josean, Elias, Fonseca, Djair, Guido e Pereira de Mello. Soldados de baixa patente que tiveram a juventude interrompida quando o Exército brasileiro chegou à Marabá, Sudeste Paraense, afim de recrutá-los para uma suposta guerra salvadora do Brasil durante a ditadura.



No dia 22 de março é a estreia nos cinemas do documentário "Soldados do Araguaia", de Belisario Franca, o mesmo diretor de "Meninos 23", Produtora Giros. O documentário liberta esses seres atormentados, renegados, cujo o silêncio até então estava aprisionado na floresta da memória.

Os depoimentos diante da câmera desses soldados, como num confessionário, possibilita a cada um deles falar abertamente sobre suas dores, ressentimentos, decepções, revelando os absurdos a que foram forçados a (sobre)viver durante o episódio histórico Guerrilha do Araguaia, ainda coberto por uma densa cortina de fumaça.

A fotografia de Mario Franca capta a floresta sem camuflagem e armadilha, e funciona como um prólogo-moldura de um ambiente repleto de fantasmas, com sua noite-dia de sons e agonias, que nos confronta com o massacre da utopia.

O filme não prega, condena ou absolve, mas expõe a humanidade inerente a cada homem comum que pode ser transformado em arma de opressão e destruição em massa. Os soldados do Araguaia formam hoje uma nova legião, a de mortos-vivos sem patentes, soldo e sono, nos fazendo recordar de que os exércitos são formados por homens-meninos obrigados ao alistamento, à hierarquia e por vezes ao crime.



Aos soldados bucha de canhão do Araguaia restou a insônia, o pesadelo, a desconfiança, e o medo. Um espectro terrível os persegue, já que se sentem rejeitados duplamente, seja pela comunidade que estão inseridos, como pelo Estado que nega seus direitos, existência e uso.

O documentário traz testemunhos desses homens-soldados-zumbis, também vítimas de torturas, que viram até seus pais serem presos. Foram testemunhas também de atrocidades. Assim, ele nos certifica de que os que viveram o sonho da Guerrilha no Araguaia, e que imaginavam um país livre de injustiças, foram na verdade vítimas de uma política de Estado de extermínio.

Dessa dor emerge a obrigação de refletir com urgência sobre o Brasil de hoje, no século 21. Um país ainda atormentado pela cultura de extrema violência e que não para de produzir novas vítimas nas cidades, campo e nas florestas.

Trailer Oficial:

https://www.youtube.com/watch?v=gPai1W7M3ak

Ficha Técnica:

Direção: Belisario Franca
Pesquisa: Ismael Machado
Roteiro: Belisario Franca e Ismael Machado
Produtora: Giros
Produção: Bianca Lenti e Maria Carneiro da Cunha
Produção executiva: Cláudia Lima e Michelle Maia
Edição: Yan Motta
Música: Yan Motta
Fotografia: Mário Franca
Realizado com o apoio de: Cinebrasil TV
Seleção oficial Mostra SP.



* Francis Ivanovich é autor, diretor de teatro e TV e dirigiu recentemente o documentário "As mulheres de Lenin".

 

Veja também:

>> O adeus de Freixo a Marielle Franco

>> Raquel Dodge quer investigação do assassinato de Marielle na esfera federal

>> Caetano leva a show música em homenagem a Marielle - vídeo

>> Fundo Baobá, que defende democracia racial, lamenta morte de Marielle

>> As dúvidas do caso Marielle Franco e o que precisa ser investigado

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Cinema: "Soldados do Araguaia" - Crítica de Francis Ivanovich - vídeo
 

Copyright 2018 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!