• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
SELECT TOP 3 B.Codigo , B.Nome_Arquivo , B.Href , B.Descricao FROM Banner B WHERE B.Publicar = 1 AND B.Data_Expiracao >= 20200407 AND B.[1pagina] = 1 AND B.Cod_Tipo_Banner = 4 ORDER BY B.Data_Publicacao DESC, codigo DESC
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Sexta-feira, 03 de Abril de 2020

Gabriela Prioli terá programa no horário nobre da CNN Brasil
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > notícias conexão

Notícias Conexão

 

Sábado, 08 de Fevereiro de 2020

Censura rondoniense é certificado de boa literatura

Imagem da internet de outra queima de obras literárias
Imagem da internet de outra queima de obras literárias
Por Fábio Lau

Certa vez ouvi de Mario Covas uma narrativa que abriu uma janela no entendimento do que representou o Brasil pós 64 e o golpe que cassou parlamentares. Eleito pelo PST em 61, migrou para o MDB com a instalação do bipartidarismo. Mas foi aí que as coisas complicaram. Ter o mandato cassado, embora um ato grave contra a democracia (àquela altura já derrotada), servia para legitimar a condição oposicionista do parlamentar.



Listas saíam com cassações e seu nome não constava em nenhuma delas.
Dizia-se, na surdina, que os colaboradores anônimos, e só eles além dos declarados, seriam poupados. O constrangimento, portanto, era absoluto.
Dia após dia ouvia ele e seus parentes e amigos próximos insinuações de que o político não era exatamente um "incômodo" aos olhos dos ilegítimos comandantes do país.
Até que veio o AI 5 e, o golpe dentro do golpe, serviu-lhe como uma espécie de morte sem dor.
Ficou aliviado.
Tudo isso para traçar uma analogia com aqueles que tiveram seus livros censurados recentemente (mas não apenas ali) pelo governo de Rondônia.
O golpe duro é também um certificado de que não estão no rol daquilo que poderia ser degustável pelo o "novo" modelo político imposto por Bolsonaro.
Claro que na pluralidade de obras e autores, não estar não significa necessariamente estar afinado ideologicamente.
Mas o inverso, sim.

Rosa Amanda Strausz
Rosa Amanda Strausz  

É uma garantia de não alinhamento com um pensamento troglodita.
É duro. Há muitos autores sacramentados na lista rondoniense. Muitos que já partiram e não mereciam ter a lápide chutada - casos de Machado e Mário de Andrade, entre outros.
Mas dou aqui um "viva!", constrangido, aos que foram banidos - mesmo que a censura tenha sido revertida.



Experimentaram algo raro: o certificado histórico de que sua verdade literária não obedece a expectativa de iletrados, ignorantes, mal humorados, patéticos e pretensos condutores da Cultura.


Solidariedade e uma reverência especial a Rosa Amanda Strausz.

10 de maio de 1933 em Berlim: queima de livros na Praça Bebel
10 de maio de 1933 em Berlim: queima de livros na Praça Bebel  



Eis a lista dos censurados que adquiriram certificado:

Caio Fernando Abreu

Mário de Andrade

Ferreira Gullar

Carlos Heitor Cony

Carlos Nascimento Silva

Rubem Fonseca

Ivan Rubino Fernandes

Euclides da Cunha

Nelson Rodrigues

Ana Lee

Sonia Rodrigues

Rosa Amanda Strausz

Machado de Assis

Franz Kafka

Euclides da Cunha

Edgar Allan Poe

Rubem Alves

 

Veja também:

>> Crítica & Literatura: Para manter a mente aberta, a espinha ereta e o coração tranquilo

>> Cedae ou desce: marchinha de Carnaval ironiza a água contaminada do Rio

>> Villas e Constantino, as tias velhas da Jovem Pan, batem boca ao vivo

>> Aos 17 anos, menino indígena é o primeiro colocado em Medicina na UNB

>> Torcida do Botafogo vai ao Tom Jobim recepcionar o japonês Honda

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Censura rondoniense é certificado de boa literatura
 

Copyright 2020 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!