• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
SELECT TOP 3 B.Codigo , B.Nome_Arquivo , B.Href , B.Descricao FROM Banner B WHERE B.Publicar = 1 AND B.Data_Expiracao >= 20171218 AND B.[1pagina] = 1 AND B.Cod_Tipo_Banner = 4 ORDER BY B.Data_Publicacao DESC, codigo DESC
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Sem capacete, Luciano Huck posta foto em moto e leva pito do Detran
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Domingo, 10 de Dezembro de 2017

Morre aos 98 anos a atriz Eva Todor

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > notícias conexão

Notícias Conexão

 

Sexta-feira, 23 de Junho de 2017

Cearense viraliza na rede ao definir Paris: "um calor da moléstia!" - vídeo

Da Redação

Max: povo fedido é o francês
Max: povo fedido é o francês
Pense num embaixador às avessas! Pois este é o cearense Max Petterson Monteiro. Um jovem que mora há seis meses na capital mais glamourosa do planeta, Paris. Nascido em Farias Brito, no Ceará, ele virou sensação na rede. Especialmente porque mostra uma Paris que está longe dos catálogos de turismo e das imagens de cinema. Quem assistiu ao filme "Paris pode esperar", por exemplo, não vai reconhecer a capital narrada por Max:

"Gente, eu vou aproveitar esse vídeo para dar um conselho para você que quer vir para a Europa, quer vir para a França, Paris no mês de junho, julho e agosto: não venha. Venha não porque é um calor da moléstia. É um negócio para lhe matar, para lhe esturricar. A não ser que você seja como Joana d'Arc e ache bom morrer queimada", diz ele no vídeo.

A postagem foi vista por 1,7 milhão de pessoas e possui 33.000 reações no Facebook.



"Minha gente, não é humano. Você sai na rua e as coisas não são preparadas para o calor. É umas coisas de pedra, calcário, as ruas são quentes, os ônibus não abrem a janela. Quando você chega em um lugar que tem ar-condicionado o povo todo está concentrado, mas o povo concentrado aqui fede. Aí fica uma concentração de catinga. Uma catinga refrigeralizada."

Modesto, o jovem afirma que não imaginava este sucesso todo de repente. Até porque já fazia isso em mensagens de whatsapp enviada a amigos no Brasil:

"Em momento algum imaginei toda essa repercussão. De qualquer forma, agradeço que isso tenha acontecido. É bom saber que tem um milhão de pessoas rindo comigo e que eu posso realmente fazer as pessoas rirem. Amigos e até pessoas que não conheço estão me mandando mensagens dizendo que estão se sentindo melhor depois de verem meu vídeo. É muito amor enviado para mim. Para quem está tão longe do Brasil, como eu, é ótimo saber que, mesmo com a distância, estou tão perto", diz.

Cearense faz novo vídeo para falar do primeiro vídeo:



Mas como este cearense foi parar na França?

"Tinha um professor de teatro que me dava aulas no Brasil. Devido a problemas de greves e outras coisas na minha faculdade, eu quis mudar. Eu enviava e-mails para a USP e para a UniRio, mas ninguém me respondia. Um dia, esse professor me perguntou: 'Por que você não vai para a França?'. Mas eu nem sabia falar francês, era uma loucura. Ele foi me incentivando até que eu finalmente tentei a sorte. Usando o Google Tradutor consegui mandar um e-mail para uma universidade francesa e eles me responderam na hora. Foi assim que Paris começou a ser meu sonho", conta Max.

"Fui para a França sem bolsa. Com a cara e a coragem. Fiz uma campanha no Cariri para conseguir o dinheiro da passagem. Eu pedia um real para cada amigo meu no Facebook. Eu tinha três mil amigos. Na época, meu pedido se tornou viral e eu consegui o dinheiro, mas quando cheguei em Paris, não tinha onde dormir. Acabei indo para um hotel. No começo, passei por maus bocados: eu limpava banheiros e escritórios para conseguir a grana. Hoje, depois de três anos, sou conselheiro de moda em uma grife americana aqui em Paris. Tenho uma vida estável, alugo uma casa e consigo estudar teatro. Agradeço por todas as oportunidades que a vida me deu."

 

Veja também:

>> A falta de médicos na rede pública vira samba - veja o vídeo

>> Em 13 pontos, a conjuntura e os verdadeiros donos do poder no Brasil

>> Aécio acusado de lavagem de dinheiro em novo processo

>> Temer: aliado, Loures usou avião da FAB para pegar propina por

>> Qual a diferença das palestras de Lula e Dallagnol?

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Cearense viraliza na rede ao definir Paris: "um calor da moléstia!" - vídeo
 

Copyright 2017 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!