• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
SELECT TOP 3 B.Codigo , B.Nome_Arquivo , B.Href , B.Descricao FROM Banner B WHERE B.Publicar = 1 AND B.Data_Expiracao >= 20191019 AND B.[1pagina] = 1 AND B.Cod_Tipo_Banner = 4 ORDER BY B.Data_Publicacao DESC, codigo DESC
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Quinta-feira, 10 de Outubro de 2019

Guga Chacra "esculacha" Eduardo Bolsonaro

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > notícias conexão

Notícias Conexão

 

Sexta-feira, 21 de Dezembro de 2018

Carrefour adota discurso de defesa dos animais após massacre de "manchinha"

Manchinha: um viralata que morreu por ser simpático com clientes do Carrefour
Manchinha: um viralata que morreu por ser simpático com clientes do Carrefour


Por Fábio Lau*

O massacre promovido por um funcionário terceirizado a serviço do Carrefour de Osasco, em São Paulo, contra um cão de rua chamado "manchinha", e a onda de boicote que viralizou nas redes sociais, sensibilizaram, por fim, a direção do grupo de supermercados. Após apresentar o responsável na delegacia, sem a arma do crime - a barra de ferro usada para espancar e quebrar os ossos do animal -, o Carrefour anunciou que irá adotar iniciativas para amparar e reduzir o número de cães abandonados. O caso de "manchinha" aconteceu há 20 dias.


"Tão importante quanto saber reconhecer é saber melhorar", começa o anúncio do Carrefour - que escondeu a razão da causa. Entre as ações voltadas para suas lojas, a marca diz que vai rever e aprimorar os procedimentos internos de suas lojas e produzir material de treinamento e sensibilização dos funcionários e prestadores de serviço de todas as unidades do País.

Nas iniciativas externas, o Carrefour diz que vai coordenar mutirões de castração pelo Brasil, organizar eventos de doação de animais em suas lojas e dar suporte para a estruturação do "Pet Day" - data comemorativa que já havia sido anunciada pela marca após um grupo promover uma manifestação em uma loja de Campinas.

A ideia é que na data - que será celebrada no dia da morte da cadela - sejam destinados recursos a entidades que atuam na causa animal. Também informou que vai fazer uma parceria com a Ampara Animal para viabilizar a produção de episódios e livros do projeto de conscientização infantil "O mundo animal de Bibi".

Além dessas inciativas, também informou estar trabalhando com ONGs da cidade de Osasco. "Sabemos que ainda há muito a ser feito. E, por isso, esses são apenas os primeiros passos de um trabalho contínuo para contribuir para a causa animal, dentro e fora de nossas lojas", diz o anúncio.

Caso



A Delegacia do Meio Ambiente de Osasco apontou o segurança do Carrefour como o responsável pela agressão que resultou na morte de "Manchinha". O homem, que não teve o nome divulgado, deve responder em liberdade pelo crime de abuso e maus-tratos a animais, que é considerado de menor potencial ofensivo, ou seja, mesmo que seja condenado, ele não irá para a prisão. Mas quem mandou que ele fizesse? O nome do funcionário permanece desconhecido do grande público.

Conforme a SSP, mais de 20 pessoas foram ouvidas durante a investigação e "foi constatada como causa da morte hemorragia provocada pela lesão sofrida".

*A causa morte foi a ação animalesca do funcionário que, debilmente, seguiu ordens superiores.

Ao ser ouvido, o segurança admitiu que usou uma barra metálica contra o animal. Mas a partir daí a coisa fica risível: negou a intenção de ferir ou matar o cachorro. Relatório do Centro de Zoonoses de Osasco apontou o sangramento como causa da morte. O corpo do animal foi cremado.

NdaR - *Se depender de nosotros, o Carrefour volta para a França amanhã.

 

Veja também:

>> Um presente de Natal para quem gosta de história e democracia

>> Direita X Esquerda: a desinformação que "atravanca o progresso!"

>> Justiça volta a agir contra imóveis de Aécio

>> PT poupa general em conjunto de críticas contra judiciário

>> Professor de Direito deixa a profissão decepcionado com STF

>> Justiça condena Ricardo Salles por alterar mapas de área de proteção ambiental

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Carrefour adota discurso de defesa dos animais após massacre de "manchinha"
 

Copyright 2019 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!