• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
SELECT TOP 3 B.Codigo , B.Nome_Arquivo , B.Href , B.Descricao FROM Banner B WHERE B.Publicar = 1 AND B.Data_Expiracao >= 20180419 AND B.[1pagina] = 1 AND B.Cod_Tipo_Banner = 4 ORDER BY B.Data_Publicacao DESC, codigo DESC
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Quinta-feira, 19 de Abril de 2018

TVs do Reino Unido revelam caso de mulher que escravizava namorado

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > notícias conexão

Notícias Conexão

 

Sábado, 23 de Dezembro de 2017

Capataz da ditadura, Marin pode pegar até 120 anos de prisão

Marin incita órgãos de repressão a atuarem contra a Cultura
Marin incita órgãos de repressão a atuarem contra a Cultura

O número é um estrondo. Mas inócuo. Aos 85 anos, José Maria Marin, um político construído durante a ditadura militar, foi condenado pelo Tribunal de Justiça de Nova York a 120 anos de prisão. Número abstrato, naturalmente, mas nem por isso menos assustador. Seus crimes: corrupção. Especialmente ao receber e negociar propina com TVs para a transmissão de jogos de futebol e competições internacionais. Os crimes são: lavagem de dinheiro, fraude financeira e organização criminosa envolvendo contratos da Copa América, Libertadores e Copa do Brasil.


Durante a ditadura, da tribuna da Câmara, ele pediu que os gorilas da ditadura perseguissem os responsáveis pelo jornalismo da TV Cultura. E foi a partir daí que Vladimir Herzog foi levado a depor, torturado e acabou morto em uma cela onde foi feita a simulação de suicídio. Marin sempre tentou se desvencilhar da responsabilidade, embora um vídeo com sua fala tenha sido amplamente divulgado há alguns anos. Ouça aqui:



O brasileiro foi acusado de aceitar propinas no valor de 6,5 milhões de dólares de empresas de marketing esportivo entre 2012 e 2015, quando esteve à frente da CBF, filiada à Fifa. Em troca, as empresas recebiam os direitos de transmissão e marketing de campeonatos. Marin foi inocentado de uma acusação de lavagem de dinheiro na Copa do Brasil.

A pena para os seis crimes pelo quais foi condenado, que será estipulada num julgamento posterior, pode chegar a 120 anos de prisão. Marin deve recorrer da condenação.


Além de Marin, o ex-presidente da Conmebol Juan Angel Napout foi condenado no mesmo julgamento. O paraguaio foi considerado culpado de três acusações: organização criminosa e fraude financeira em contratos da Copa América e da Libertadores.

Em 2015, a Justiça norte-americana revelou o maior escândalo de corrupção na história do futebol. Em maio daquele ano, às vésperas de um congresso anual da Fifa, a polícia suíça prendeu, em Zurique, sete altos dirigentes do futebol mundial, entre eles Marin.

A operação foi realizada a pedido do Departamento de Justiça dos Estados Unidos. O grupo era acusado de ter recebido milhões de dólares em propina ao longo das últimas décadas.

A Justiça dos EUA acusou os cartolas de lavagem de dinheiro, fraude e extorsão em esquemas que estariam em funcionamento desde a década de 1990. Para justificar a extradição dos detidos, o Ministério da Justiça suíço afirmou que os crimes teriam sido acertados nos EUA, e os pagamentos foram realizados por meio de bancos americanos.

Marin, que presidiu o Comitê Organizador da Copa do Mundo de 2014, só aceitou ser extraditado para os EUA no fim de outubro de 2015. Desde então, ele cumpria prisão domiciliar em seu apartamento de luxo em Manhattan.

 

Veja também:

>> Marin condenado por corrupção em seis das sete acusações

>> Crítica & Literatura: Lista de Natal - Ainda é tempo!!!

>> Você viveu para ver isso: choveu gelo no sertão do Ceará - vídeo

>> Número de PMs mortos no Rio já dá um Batalhão: 131

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Capataz da ditadura, Marin pode pegar até 120 anos de prisão
 

Copyright 2018 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!