• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
SELECT TOP 3 B.Codigo , B.Nome_Arquivo , B.Href , B.Descricao FROM Banner B WHERE B.Publicar = 1 AND B.Data_Expiracao >= 20200929 AND B.[1pagina] = 1 AND B.Cod_Tipo_Banner = 4 ORDER BY B.Data_Publicacao DESC, codigo DESC
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Terça-feira, 22 de Setembro de 2020

Mignonnes: corra e assista no Netflix antes que Damares censure
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Quarta-feira, 23 de Setembro de 2020

"Remédio Amargo": filme que lava a alma da mulher oprimida

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > notícias conexão

Notícias Conexão

 

Sexta-feira, 22 de Novembro de 2019

Bolsonarista condenado a 22 anos de prisão por assassinato do mestre Moa do Katendê

Moa: primeiro crime por bolsonaristas radicais
Moa: primeiro crime por bolsonaristas radicais
O barbeiro Paulo Sérgio Ferreira, de 36 anos, foi condenado a 22 anos de prisão pelo assassinato do mestre de capoeira Moa do Katendê, em 2018. A decisão foi tomada na noite da última quinta-feira (21) em um júri popular no Tribunal de Justiça da Bahia, mas é passível de recurso.

Leia também:
Bolsonaristas falam em morte a esquerdistas no lançamento de partido

O crime aconteceu em um bar, em Salvador (BA), horas após a votação do primeiro turno das eleições de 2018. Em meio a uma discussão sobre política, Moa, que apoiava o candidato do PT, Fernando Haddad, foi assassinado por um eleitor de Jair Bolsonaro (PSL). O motivo, segundo testemunhas ouvidas em juízo, foi o fato de Moa ter declarado voto em Haddad.

Nascido em Salvador, Romualdo Rosário da Costa, o mestre Moa, era um dos mais relevantes nomes da cultura popular afro-brasileira. Moa atuou como educador, compositor, artesão e liderança do movimento negro e da cultura no estado da Bahia.

O site Brasil de Fato conversou com Samonali Costa, filha da vítima, um dia após o crime. "É difícil acreditar. Não era para ter acontecido. O chão se abriu. Para mim, meu pai está viajando, fazendo o trabalho afro, de música, percussão dele fora. Difícil acreditar que perdi painho", lamentou, na época.



 

Veja também:

>> Morre o rabino Henry Sobel

>> Bolsonaristas falam em morte a esquerdistas no lançamento de partido

>> Lixo plástico não se decompõe jamais, revela estudo

>> Ultradireita católica tenta impedir missa no Dia da Consciência Negra, no Rio - vídeo

>> Repórter esportivo é preso pela PM durante transmissão após registrar violência - vídeo

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Bolsonarista condenado a 22 anos de prisão por assassinato do mestre Moa do Katendê
 

Copyright 2020 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!