• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
SELECT TOP 3 B.Codigo , B.Nome_Arquivo , B.Href , B.Descricao FROM Banner B WHERE B.Publicar = 1 AND B.Data_Expiracao >= 20180618 AND B.[1pagina] = 1 AND B.Cod_Tipo_Banner = 4 ORDER BY B.Data_Publicacao DESC, codigo DESC
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Sexta-feira, 15 de Junho de 2018

Daquelas coisas inacreditáveis que ocorrem na música: Courtney Hadwin

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > notícias conexão

Notícias Conexão

 

Segunda-feira, 14 de Maio de 2018

As "veias abertas" dos países naturalmente ricos

Galeano: a desgraça mora ao lado da riqueza
Galeano: a desgraça mora ao lado da riqueza

Por Fábio Lau

No clássico "Veias abertas....", leitura obrigatória por gerações (e talvez hoje proibido em algumas rodas sociais, escolas e livrarias), Eduardo Galeano fala algo como: desgraçado é o país contemplado com um subsolo rico. Que experimenta o infortúnio de possuir riquezas naturais e minerais no limite das fronteiras e no mar. Ouro, petróleo, diamante, ferro e tantos outros minerais como lítio e etc. Estarão todos estes países sob a lâmina da espada de companhias estrangeiras exploradoras (neo-piratas) das nações ricas, contempladas ironicamente com terras estéreis.

Quanto mais pobre o solo, portanto, afirma Eduardo Galeano, maior a riqueza de um povo e da economia de país colonialista. Lembrei desse trecho, que reproduzo de memória, depois de ler uma lista dos países desgraçados pela riqueza em mais um belo texto do bravo e incansável Alfredo Herkenhoff.


Eis o texto de Alfredo Herkenhoff publicado na sua página do Facebook


MALDIÇÃO DO PETRÓLEO SUBMETIDO AO ESTADO MÍNIMO



"A Venezuela é uma ditadura falida.

A Nigéria, uma democracia.

O México, um país que já sonhou que mega jazida fosse esperança boa.

Angola, mesmo com Lula tentando levar multinacionais brasileiras, já estava dominada.

Líbia e Iraque, com os ditadores hoje mortos, fecharam acordo com o Geisel exterminador de burrices, mas os três ditadores estão mortos, um só acabou de ser assassinado, simbolicamente, dias atrás.

Quer saber quem tem mais e não deixou o golpismo entrar?
Noruega fez o regime de partilha que o golpismo impediu o Brasil de repetir.

A Arábia Saudita nunca permitiu nem mulher ao volante, como poderia permitir o golpismo se a dinastia já estava ou sempre esteve na ponte aérea Deserto-Luxo Ocidental Total?

A Venezuela é a jazida das mais antigas, é mega há 70 anos, e é ainda uma das três ou quatro maiores, vende tudo a preço do mercado para as refinarias americanas costeando o Sul dos EUA. O produto único criou um vício, uma dependência para as refinarias americanas, elas não podem substituir o óleo bom e próximo com a especificidade do petróleo venezuelano. Nadaram na OPEP e em meio século esqueceram a inclusão social. O atual cerco comercial contra o bolivarianismo que armou um Exército de quase 400 mil homens e milicianos, entre forças regulares e milicianas,todas nacionais bolivarianas, é uma pressão externa norte-americana que impede que haja comida e papel higiênico em Caracas, mas os que pressionam seguem comprando o óleo bom e especificamente atrelado às condições técnicas das refinarias perto do Golfo do México. Os americanos não botaram o produto único da economia venezuelana na lista das proibições de comércio. A política anunciada de público por Trump, que é não descartar nem a opção militar para levar a democracia da Arábia ou da Nigéria para Caracas é só cortina de fumaça, ou uma ameaça, ou um medo de que o nacionalismo venezuelano contamine vizinhos.

E a Rússia Mafiosa, Corrupta e Patriótica de Putin? Onde entra nessa merda? A Rússia está com a Venezuela, a Arábia Saudita, o Irã, a Líbia e mais recentemente o Brasil no pacote das grandes jazidas.

A Rússia sofre duríssimas sanções comerciais de cerca de quarenta países. Mas Washington e Bruxelas não botaram o petróleo e o gás no pacote dos itens proibidos. O gás russo esquenta o inverno nos lares europeus.

E o que fez Washington com a Otan para tentar dobrar a Rússia que, à primeira vista, poderia ser vista como um ex-impériio de falso comunismo, um burocratismo de economia como produto quase único, o oil and gas. Fez o preço do ouro negro desabar para pegar politicamente de uma só tacada a bom preço as jazidas da Rússia e do Brasil do Pré Sal.

Onde deu zebra? A Rússia é quase dependente de suas exportações de energia para a Europa, mas o quase é desmentido por uma dinâmica que inclui uma grande capacidade de produção de armamentos de altíssima excelência. E ainda tem expertise em conter invasores e tem um patriotismo que é aceito até pelos oligarcas russos corruptos e mafiosos. Os bilionarios da Rússia são filhos de procuradores, juízes, agentes policiais federais, KGB e outros serviços, esses marajás são perigosíssimos e estão sob controle de um certo Putin, ele mesmo um egresso burocrata da KGB. A Rússia marcou uma inflexão na depressão que, na esteira da crise doméstica dos especuladores financeiros americanos em 2008, foi agravada com a campanha feicibuquiana de primaveras árabes sucedidas por excesso de oferta de petróleo para derrubar o barril. A virada foi no leste da Ucrania, com a retomada da Crimeia e a intervenção na Síria exibindo a supremacia no chão da aliança dos ortodoxos cristãos de Moscou com os xiitas do Irã. Putin e os aiatolás estão em lua de mel.

Onde essa porra vai parar?

Nem Donald Trump sabe.

Mas sabemos que os velhos oficiais militares brasileiros, superados pelos novos tempos, ainda acreditam em suas convicções, em seus métodos e no indisciplinado soldado que saiu da caserna para se tornar um dos deputados mais antigos do Brasil. E esses velhos oficiais militares estão com raiva da Globo, da grande mídia, estão com a República do Paraná. Eles já querem pegar Aécio e Alckmin como tiragosto pra pegar Serra e Parente.

Divididos esses segmentos conservadores, entre golpistas fascistas, golpistas togados, golpistas burgueses industriais também irritados com o segmento mais poderoso que é o setor golpista financeiro, os golpistas de um modo geral estão como baratas tontas, mas violentíssimas.

Enquanto brigam entre si, a China de Estado Grande vai se fortalecendo e em breve será a maior economia do mundo. A China atualizou o marxismo, liberou a livre iniciativa, todo mundo pode ficar milionário, mas a Educação é uma só para todos, a meritocracia parte da mesma base... E tem BNDES chinês pra todo mundo. Eles riem da gente quando discutimos se fazem socialismo de mercado ou capitalismo de Estado.

A China é a nação que tem mais Lulas no mundo.

Mas não tem corrupção na China?

Claro que tem. Só não tem corrupção na República do Paraná, no PSDB de SP, no Supremo e na TV Globo. Estão todos a serviço dos banqueiros brasileiros e estrangeiros".

 

Veja também:

>> Professora afastada após dar aula de religião africana foi vítima de armação

>> Justiça decreta prisão preventiva de dois milicianos de Duque de Caxias

>> Vídeo de mãe policial executando assaltante viraliza na rede e levanta polêmica

>> Zuzu Angel teria sido morta a mando de Geisel, afirma Hilde

>> Crítica & Literatura: Uma relação de amor e indiferença

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
As "veias abertas" dos países naturalmente ricos
 

Copyright 2018 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!