• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
SELECT TOP 3 B.Codigo , B.Nome_Arquivo , B.Href , B.Descricao FROM Banner B WHERE B.Publicar = 1 AND B.Data_Expiracao >= 20210120 AND B.[1pagina] = 1 AND B.Cod_Tipo_Banner = 4 ORDER BY B.Data_Publicacao DESC, codigo DESC
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Quinta-feira, 14 de Janeiro de 2021

A cientista que ofendeu Caetano e Felipe Neto
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Terça-feira, 12 de Janeiro de 2021

Lupin: Série francesa da Netflix quebra recorde na plataforma

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > notícias conexão

Notícias Conexão

 

Sexta-feira, 27 de Março de 2020

Apesar do Brasil, América do Sul tem resistido ao vírus

Doença é menos presente no continente do que na Europa e América do Norte
Doença é menos presente no continente do que na Europa e América do Norte
Por Fábio Lau

Apesar de no Brasil haver um presidente que quer relaxar em uma das principais medidas usadas em todo o mundo para conter o vírus Covid-19, o continente Sul Americano é um oásis se comparado ao que ocorre na Ásia, Europa e América do Norte.
Os 12 países do continente (Guiana Francesa não entra por ser território ultramarino) concentram 7.810 casos registrados da doença e com um resultado morte de 140 registros.

A América do Sul concentra hoje 1,4% do total de infectados em todo o mundo e apenas 0,6% do total de mortos do mundo. A África, onde a presença do vírus se deu mais lentamente, começa a contabilizar mortos. Dos 52 países, 42 já registraram o covid-19. Foram 80 mortes em todo o continente até esta quinta-feira (26) e mais de mil casos registrados.

Brasil: liderança negativa


O Brasil, sozinho, concentra 30% dos casos de contaminação e 50% dos óbitos.

Veja como é o cenário em cada uma das nações da América do Sul:

Argentina - 589 casos e 9 mortes

Bolívia - 61 casos e nenhuma morte

Brasil - 2988 e 77 mortes* (mas há suspeitas de subnotificação - clique aqui)

Chile - 1306 casos e quatro mortos

Colômbia - 491 casos e seis mortes

Equador - 1403 pessoas contaminadas e 34 óbitos

Guiana - 28 casos e nenhuma morte

Paraguai - 11 casos e nenhuma morte

Peru - 580 casos e 9 mortes

Suriname - 8 casos e nenhum óbito

Uruguai - 238 casos e nenhuma morte registrada

Venezuela - 107 registro e apenas uma morte

Em todos os países, a decisão governamental para combater o vírus consistiu em seguir a orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS) que estabelece o isolamento de cidades e a interrupção do fluxo de pessoas em locais de grande circulação. A argentina, com seus 44 milhões de habitantes, foi a primeira nação do continente a adotar o modelo de confinamento e fechamento das fronteiras com as nações vizinhas. O Brasil, por outro lado, foi o último.

Numa projeção sem base científica, e sem considerar variáveis como clima e modelo habitacional, mas a título de comparação, o país de Alberto Fernandez, caso tivesse um índice populacional semelhante ao brasileiro, teria hoje 2.300 casos registrados e 34 mortes - 50% da realidade brasileira.

 

Veja também:

>> Sâmia Bomfim: somos governados por um genocida

>> Colecionador de camisas do Botafogo manda mensagem em tempos de coronavírus

>> Colunista diz que Bolsonaro estaria negociando renúncia

>> Lula diz que Bolsonaro precisa sair

>> Subnotificação ajudaria Brasil a contabilizar menos casos de coronavírus

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Apesar do Brasil, América do Sul tem resistido ao vírus
 

Copyright 2021 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!