• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
SELECT TOP 3 B.Codigo , B.Nome_Arquivo , B.Href , B.Descricao FROM Banner B WHERE B.Publicar = 1 AND B.Data_Expiracao >= 20200925 AND B.[1pagina] = 1 AND B.Cod_Tipo_Banner = 4 ORDER BY B.Data_Publicacao DESC, codigo DESC
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Terça-feira, 22 de Setembro de 2020

Mignonnes: corra e assista no Netflix antes que Damares censure
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Quarta-feira, 23 de Setembro de 2020

"Remédio Amargo": filme que lava a alma da mulher oprimida

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > notícias conexão

Notícias Conexão

 

Quinta-feira, 21 de Novembro de 2019

A bomba! Polícia do Rio estaria investigando Carluxo na morte de Marielle

 Carluxo: nome estaria no foco da polícia do Rio
Carluxo: nome estaria no foco da polícia do Rio

A história ganhou corpo no início da tarde de quarta-feira (20) quando o deputado federal pelo Paraná, Zeca Dirceu, do PT, disse que estava para ser detonada uma bomba capaz de implodir o clã Bolsonaro. No fim da tarde o radialista Kannedy Alencar, da CBN, deflagrou um petardo com um monte de megatons: a polícia do Rio estaria investigando um dos filhos do presidente, Carlos Bolsonaro, no crime relacionado à morte de Marielle Franco e seu motorista, Anderson Gomes.


A informação, via rádio, não tinha fonte declinada - o que não é de todo ruim já que o sigilo é uma garantia constitucional do jornalista. O que se sabe é que Carluxo, como é chamado o filho citado, o Zero Dois, é morador do mesmo condomínio onde residia o principal acusado do crime, o ex-PM Ronnie Lessa, já preso. Outra informação é que o vereador do Rio e Marielle teriam travado uma discussão nos corredores da Câmara dos Vereadores dias antes do crime.

Ao ser ventilada a notícia de que um porteiro envolvera a casa de Bolsonaro no crime, o presidente, irritado, disse que a Globo estaria tentando prender seu filho. A história parecia sem pé e nem cabeça já que até aquele momento o nome de Carluxo ou de qualquer outro teria sido mencionado. Mas tão logo a denúncia foi levada ao ar, o vereador foi ao condomínio onde teria feito uma cópia das mensagens gravadas entre o porteiro e a casa de Ronnie Lessa - o que teria ajudado a despertar a suspeita:

- Por que ele revelou tanto interesse em desfazer provas?

Mais tarde se soube que não foi realizada perícia no equipamento de comunicação do porteiro com moradores instalado no condomínio Vivendas da Barra.


* Se há de fato algo que chama a atenção neste episódio é a falta de indignação da família com o fato de morar milicianos e assassinos no condomínio. A ira da família é contra o mundo exterior, mas não com a falta de segurança que residia a algumas casas da residência de Bolsonaro. Jamais houve uma crítica ao GSI, por exemplo. O presidente se sente absolutamente seguro?

 

Veja também:

>> Ultradireita católica tenta impedir missa no Dia da Consciência Negra, no Rio - vídeo

>> Repórter esportivo é preso pela PM durante transmissão após registrar violência - vídeo

>> Professor é xingado de "macaco" e esfaqueado em São Paulo

>> Mudando vidas através do cinema

>> "Vidas Descartáveis", tem sessão especial no Cine Odeon

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
A bomba! Polícia do Rio estaria investigando Carluxo na morte de Marielle
 

Copyright 2020 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!