• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
SELECT TOP 3 B.Codigo , B.Nome_Arquivo , B.Href , B.Descricao FROM Banner B WHERE B.Publicar = 1 AND B.Data_Expiracao >= 20191019 AND B.[1pagina] = 1 AND B.Cod_Tipo_Banner = 4 ORDER BY B.Data_Publicacao DESC, codigo DESC
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Quinta-feira, 10 de Outubro de 2019

Guga Chacra "esculacha" Eduardo Bolsonaro

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > conexão tv

Conexão TV

 

Quarta-feira, 22 de Maio de 2019

Chico Buarque é vencedor do Prêmio Camões

Chico Buarque: o prêmio em meio a tantas histórias tristes
Chico Buarque: o prêmio em meio a tantas histórias tristes

O mais engajado dos artistas brasileiros mereceu o reconhecimento por uma arte a qual trata com a mesma delicadeza com que nos brindou, por décadas, com a música: Chico Buarque de Holanda arrebatou nesta terça-feira (21) o Prêmio Camões. Criado em 1988 pelos governos do Brasil e Portugal é concedido a autores que contribuíram para o enriquecimento do patrimônio literário e cultural da língua portuguesa, abrangendo todos os países que falam o idioma.



Impossível não compreender a conquista do prêmio como um bálsamo para os fãs de Chico e eleitores da esquerda brasileira que há anos têm convivido com más notícias. Assim, sua vitória é, de certo modo, um alento para todos nós.

O anúncio do ganhador acontece anualmente e de forma alternada. Ora no Brasil, ora em Portugal. Este ano foi feito em terras brasileiras. Após uma reunião de quase duas horas, na sede da Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro, a presidente da instituição, Helena Severo, fez o anúncio de forma majestosa: "o escritor, cantor e compositor Chico Buarque, pelo conjunto de toda as suas obras".

A premiação é considerada hoje uma das mais importantes no campo da literatura portuguesa. O júri é formado por representantes do Brasil, Portugal e países africanos de língua oficial portuguesa (Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Guiné Equatorial) e, neste ano, na 31º edição, o júri foi formado por Clara Rowland e Manuel Frias Martins, de Portugal, Ana Paula Tavares, de Angola, Antonio Cicero Correia Lima e Antônio Carlos Hohlfeldt, do Brasil, e Nataniel Ngomane, de Moçambique. A escolha se deu de forma unânime.

Além do reconhecimento, o laureado recebe o valor de 100 mil euros. Ele é o 13º vencedor brasileiro do prêmio. O mais recente foi Raduan Nassar, autor de "Lavoura arcaica" e "Um copo de cólera", reconhecido em 2013. Outros vencedores do Camões foram Jorge Amado (1994) e os portugueses José Saramago (1995) e António Lobo Antunes (2007).

O próximo prêmio que cria expectativa aos brasileiros e em especial aos apaixonados pela obra de Chico Buarque é o Nobel da Paz ao qual concorre o brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva.

 

Veja também:

>> O assassino de Paracatu e a "remoção" dos opositores defendida pelo Bispo Macedo

>> Morre o mito da F1: Niki Lauda, aos 70 anos

>> Empresário e colecionador de armas assassinou morador de rua em Santo André - vídeo

>> A estratégia de Bolsonaro não dará certo. Eis a razão:

>> Popularidade de Bolsonaro em Campo Grande cai pela metade

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Chico Buarque é vencedor do Prêmio Camões
 

Copyright 2019 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!