• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Sábado, 03 de Novembro de 2018

Alec Baldwin é preso após confusão em estacionamento

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > verde > rio mais 20

Verde - Rio Mais 20

 

Segunda-feira, 13 de Agosto de 2018

US$ 289 milhões: Monsanto é condenada nos EUA após diagnóstico de câncer

ewayne Johson durante o processo contra a Monsanto, em 9 de agosto
ewayne Johson durante o processo contra a Monsanto, em 9 de agosto

Um caso que pode se tornar exemplar na luta de milhares de pessoas e entidades contra empresas sob as quais pairam a suspeita de submeterem a risco trabalhadores e até clientes a doenças graves. O paciente terminal de câncer, Dewayne Johson, venceu uma batalha judicial contra a Monsanto, que foi condenada à pagar US$ 289 milhões em danos para sua família. A empresa ainda pode recorrer. A Companhia Monsanto é uma empresa multinacional de agricultura e biotecnologia pertencente à Bayer. Sediada nos Estados Unidos, é a líder mundial na produção do herbicida glifosato, vendido sob a marca Roundup


Com 46 anos, o zelador e jardineiro de uma escola na Califórnia nos EUA, afirma que o herbicida Roundup, que usa o princípio ativo glifosato, causou sua doença. O júri proferiu sua sentença dizendo que a empresa agiu com "malícia e opressão".

A vitória em primeira instância, que deve ainda sofrer apelações por parte da corporação, aconteceu após um julgamento que durou mais de um mês na cidade de São Francisco. Os argumentos da defesa afirmavam que a Monsanto "lutou contra a ciência" e intimidou acadêmicos que falavam contra os riscos do produto.

Considerada culpada por negligência, a decisão afirma que a empresa deveria saber e avisar os consumidores do perigo do produto. "Nós conseguimos mostrar ao júri documentos internos secretos da empresa que mostram que ela sabia há décadas que o Roundup causava câncer. Essa decisão mostra que anos de enganação sobre o glifosato acabaram e que eles deveriam priorizar a segurança dos consumidores antes de lucros", disse o advogado Brent Wisner, em declaração pública.

Pai de três, Johnson, que trabalhava como zelador e jardineiro em uma escola em Benicia, no norte de São Francisco, disse estar passando por muita dor e que o veneno "tirou tudo dele". Sua mulher está trabalhando em dois empregos para conseguir pagar os custos médicos.

Ele disse acreditar que a vitória vai além do seu processo e espera que ele gere milhares de outros semelhantes e aumente a consciência sobre os riscos do glifosato.

Apesar de sua defesa ter revelado e-mails de executivos da Monsanto, que mostravam que a empresa sabia dos riscos do Roundup, ignorava alertas e escrevia análises científicas falsas, a empresa segue afirmando que o herbicida é seguro.

"Esse julgamento não altera as quatro décadas de estudos científicos e uso seguro do nosso produto", disse Scott Partridge, vice-presidente da companhia.

A indenização inclui perdas passadas, futuros e danos. Outro julgamento sobre o Roundup deve acontecer em breve em St. Louis, no estado do Missouri. Estima-se que a empresa esteja enfrentando 4,000 casos similares nos EUA.

Edição: Daniela Stéfano

Resposta da Monsanto

Em nota, o grupo farmacêutico Bayer declarou, neste sábado (11), que o glifosato é "seguro e não cancerígeno", depois de o fabricante agroquímico Monsanto ter sido condenado nos Estados Unidos por não advertir sobre o perigo de seu pesticida Roundup.


"Baseando-se em provas científicas, avaliações regulamentadoras em escala mundial e em décadas de experiência prática do uso do glifosato, a Bayer estima que o glifosato é seguro e não cancerígeno", segundo um porta-voz do grupo alemão.



Com informações do Brasil de Fato e Site Americas

 

Veja também:

>> Morre aos 72 o jornalista Claudio Abramo

>> Tempo na TV não determina voto

>> Cinema Negro ganha força no Festival de Brasília

>> Cerveja artesanal brasileira ganha é reconhecida internacionalmente

>> Crítica & Literatura: A barbárie de cada dia

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
US$ 289 milhões: Monsanto é condenada nos EUA após diagnóstico de câncer
 

Copyright 2018 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!