• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Terça-feira, 04 de Dezembro de 2018

Filme sobre golpe contra Dilma exibido no Parlamento Britânico
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Quarta-feira, 05 de Dezembro de 2018

Após massacre ao cão, Masterchef omite nome do Carrefour do programa

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > trabalho/emprego

Trabalho/Emprego

 

Quinta-feira, 19 de Outubro de 2017

Desempregada, Tainara bolou um emprego e tanto: fica na fila

Por Marcio Luiz Rosa

Tainara Escobar em família: primeiro emprego após os 25
Tainara Escobar em família: primeiro emprego após os 25

Mãe de três filhos, desempregada e sem jamais ter trabalhado, Tainara Escobar passou muitos dias da sua vida pensando em como conseguir um emprego que permitisse conciliar a vida de mãe e dona de casa com o trabalho. E, aos 25 anos, descobriu. Ela é especialista em ficar na fila. Não acredita? Então escuta essa: ela percebeu que os clientes do Supermercado Guanabara, de Campo Grande, ficavam horas e horas na fila com carrinhos abarrotados de compras e reclamavam da vida. Foi aí que pensou: e se ficar na fila por eles?



Ano passado ela fez um teste e deu certo. Cobrou R$ 35 para fazer as compras. Mas o trabalho foi ampliado. Agora, ela pode também encher os carrinhos para você. O interessado passa a lista do que precisa, com os produtos e eventuais marcas, e ela vai enchendo o carrinho. O preço, neste caso, sobe para R$ 50. Quando está na hora de pagar e levar tudo para casa ela entra em contato e o dono chega. Está feito o serviço:

- O próximo!

Em conversa com a reportagem de Conexão Jornalismo Tainara Escobar disse que está muito satisfeita e que de uma hora para outra a clientela aumentou. Ela sabe também que nestes tempos de desemprego em alta (só no Rio de Janeiro há um milhão de desempregados, segundo o IBGE) a concorrência vai aumentar. Mas não se preocupa. Acredita que a confiança e a credibilidade já adquiridas contam muito.

Tainara só trabalha em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio. Perto de casa porque, afinal, não vai prescindir do contato com os filhos.

Um aviso aos interessados: ela já estabeleceu que, caso o cliente queira dois carrinhos, terá um acréscimo: R$ 60. É a lei da oferta e da procura, naturalmente.

* Para evitar eventuais trotes omitimos o número de telefone de Tainara. Caso ela queira divulgar o interessado poderá obtê-lo na sua rede social.

 

Veja também:

>> A ração de Dória e a liberdade de expressão vigente

>> Justiça suspende "Pai Nosso" obrigatório em escolas de Barra Mansa

>> Razões para anular o golpe não faltam, diz Aragão

>> Os ausentes do Senado e a forja do político de esquerda

>> CCJ debate e vota agora segunda denúncia contra Temer - vídeo

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Desempregada, Tainara bolou um emprego e tanto: fica na fila
 

Copyright 2018 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!