• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Segunda-feira, 13 de Agosto de 2018

Globo bate forte em Aécio Neves e Anastasia - vídeo
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Quarta-feira, 08 de Agosto de 2018

"Chandler Bing", de Friends, é internado às pressas nos EUA

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > saúde > bem estar

Saúde - Bem Estar

 

Sexta-feira, 08 de Junho de 2018

Taxa de mortalidade infantil atinge baixa histórica: em Cuba

Criança cubana: pré-Natal é o caminho para a prevenção
Criança cubana: pré-Natal é o caminho para a prevenção

Calma. A gente não quis provocar confusão. Mas o título acima diz respeito ao país que defensores do golpe atacavam naquele período triste que culminou com o golpe contra Dilma. No país que queriam de volta a mortalidade infantil voltou a subir e hoje está no patamar de 14,9 casos por mil nascidos. O Brasil vivia um decréscimo deste número vergonhoso desde 2003 - primeiro ano da gestão de Lula. Veja o gráfico abaixo para entender o que aconteceu no Brasil pós-golpe.


Cuba registrou nos primeiros cinco meses deste ano a menor taxa de mortalidade infantil da história do país, anunciou o ministro cubano de Saúde Pública Roberto Morales. A taxa foi de 3,9 por cada mil nascidos vivos.

Segundo Morales, o novo recorde evidencia a consolidação do programa materno infantil e destacou os esforços do governo na atenção primária, junto às mães, em casa, e em unidades intensivas pediátricas. A informação foi divulgada pela agência Prensa Latina na quarta-feira (06/06).

A meta para 2018 é manter a taxa de mortalidade infantil inferior ao mínimo histórico, registrado no ano passado, de 4 mortos para cada mil nascidos vivos. Em 2017, segundo o Departamento de Registros Médicos e Estatísticas de Saúde, ocorreram 114.980 nascimentos (1.892 a menos do que ano anterior) e houve 465 mortes de crianças menores de um ano.

Os números do ano passado já colocavam a ilha entre os países com os menores números na área, se igualando a nações desenvolvidas. Em 2017, o Canadá teve uma taxa maior que a cubana, e os totais registrados no país caribenho equivaliam aos da Dinamarca, do Reino Unido e da Suíça.

Números no Brasil mostram a interrupção da redução
Números no Brasil mostram a interrupção da redução  


Segundo a ONU, Cuba é o melhor lugar para uma criança nascer na América Latina, dada a maior proporção de sobrevivência dentre os nascidos. Completam a lista Antígua e Barbuda, Uruguai, Chile, Costa Rica e Argentina. Haiti e República Dominicana, de acordo com o órgão, são os piores lugares.

Com o passar das décadas, Cuba tem reduzido as taxas de mortalidade. Em 1970, por exemplo, 38,7 crianças em cada mil nascidas morriam antes de completar um ano de idade.

Do Brasil de Fato

 

Veja também:

>> Não queiram comparar Garrincha a Vinícius Júnior - vídeo

>> Chef e apresentador de TV, Anthony Bordain morre aos 61 anos - vídeos

>> Pesquisa revela crescimento de Haddad mesmo sem o apoio oficial de Lula

>> Empresa de diretor da Fiesp é alvo de apreensão de madeira

>> A falácia da privatização da mídia reincorporada ao discurso do PT

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Taxa de mortalidade infantil atinge baixa histórica: em Cuba
 

Copyright 2018 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!