• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Terça-feira, 22 de Setembro de 2020

Mignonnes: corra e assista no Netflix antes que Damares censure
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Quarta-feira, 23 de Setembro de 2020

"Remédio Amargo": filme que lava a alma da mulher oprimida

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > saúde > bem estar

Saúde - Bem Estar

 

Segunda-feira, 03 de Agosto de 2020

Rumo aos cem mil: 'Não existe bala de prata contra a Covid-19', diz OMS

Reprodução TV: não haverá bala de prata
Reprodução TV: não haverá bala de prata


Enquanto a sociedade brasileira, estupefata, assista, impávida, ao aumento gigantesco do número de mortos pelo covid-19, o principal nome da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Gebreyesus, revela que não há e não haverá uma "bala de prata" capaz de por um fim instantâneo na pandemia. Diretor-geral da OMS Tedros Adhanom Gebreyesus abordou o tema nesta nesta segunda-feira (3) quando foi perguntado sobre os esforços dos laboratórios e para obter uma vacina. O Brasil em poucas horas terá atingido cem mil mortos e mais de dois milhões de infectados pela doença que ainda é tratada com descaso pelas autoridades.


"Atualmente, várias vacinas estão na fase três dos ensaios clínicos e todos esperamos ter várias vacinas eficazes que possam ajudar a impedir a infecção de pessoas. No entanto, não há uma bala de prata no momento e talvez nunca exista", afirmou durante entrevista coletiva virtual.

Cerca de 18 milhões de pessoas já foram infectadas desde o início da pandemia do novo coronavírus. Em todo o mundo, foram registradas oficialmente mais de 689 mil mortes em decorrência da Covid-19.

Os países com maior número de óbitos são os Estados Unidos (155 mil), seguidos pelo Brasil (94 mil), México (47 mil), Reino Unido (46 mil) e Índia (40 mil). Na escala por milhão de habitantes, no entanto, a situação mais grave é de países europeus como a Bélgica 800 por milhão, Reino Unido, Espanha e Itália - todos acima de 500 casos. Brasil e Estados Unidos estão situados entre 470 e 420 casos por milhão de habitantes.

 

Veja também:

>> Felipe Neto critica Globo e CNN em entrevista na Globonews - vídeo

>> Aloysio Nunes, o probo, é denunciado por recebimento de propina

>> Com recorde de mortes, Brasil reabre fronteiras aéreas para turistas

>> Marcelinho Carioca é demitido depois da 'presepada' com Bolsonaro

>> Argentina Conexão Brasil: ele deixou a engenharia para ser chef em Buenos Aires

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Rumo aos cem mil: 'Não existe bala de prata contra a Covid-19', diz OMS
 

Copyright 2020 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!