• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Sábado, 15 de Dezembro de 2018

Castrinho é acusado de abuso sexual por Iris Bruzzi. Ele nega
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Quarta-feira, 05 de Dezembro de 2018

Após massacre ao cão, Masterchef omite nome do Carrefour do programa

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > saúde > bem estar

Saúde - Bem Estar

 

Quinta-feira, 06 de Dezembro de 2018

Prefeito médico quebra espírito de corpo e denuncia colegas após mortes de crianças

Críticas aos colegas e rompimento com espírito de corpo
Críticas aos colegas e rompimento com espírito de corpo
Em plena crise da saúde pública do Brasil, com a saía de mais de oito mil médicos cubanos do programa Mais Médicos, uma das mais prósperas cidades do Rio de Janeiro vive seu inferno particular: O vácuo deixado por médicos pediatras durante o atendimento em uma unidade municipal de Macaé é denunciado pelo prefeito, doutor Aluízio, também médico, como uma das causas de filas e mortes de pacientes. Segundo o blog Daniel Galvão, que cobre a política local, nos últimos dois anos pelo menos três crianças morreram na emergência pediátrica do Hospital Público de Macaé (HPM).

Segundo ele, a última vítima, de apenas 1 ano, faleceu no início do mês passado. O blogueiro antecipa que tais mortes não podem ser imputadas à suposta negligência médica. Mas observa:

- (...) em função delas e das reclamações de pacientes sobre filas no HPM, em 27 de outubro do ano passado, o prefeito, Dr. Aluízio (MDB), tomou medidas para coibir um esquema identificado na unidade.

A indignação do prefeito se baseia em uma manobra elaborada pelos médicos dispostos a estender seu descanso - mas que sacrifica filas e pacientes:

São quatro médicos contratados e pagos pelo município para atender por vez a cada plantão. Entretanto, os pediatras fazem internamente um revezamento onde apenas dois trabalham enquanto os outros dois descansam - e os pacientes se aglomeram em filas.

A manobra já havia sido alvo de advertência. Em 27 de outubro do ano passado, o prefeito chegou a determinar, por escrito, à direção do HPM, o fechamento dos dormitórios no horário entre 8h e 20h. Entretanto, a ordem vem sendo negligenciada.


Agora, segundo carta assinada por Dr. Aluízio a que Daniel Galvão teve acesso, o próprio chefe do Executivo denunciou o caso à Procuradoria Geral do Município, solicitando que cópias do documento sejam enviadas também à Secretaria de Saúde e ao Ministério Público.



"Na qualidade de pai, médico e, por hora, prefeito, entendendo que o fato não deveria ter ocorrido e que jamais volte a ocorrer, exijo a apuração rigorosa dos fatos", diz o prefeito em trecho do documento.


O chefe do Executivo quer ainda celeridade na apuração da conduta dos médicos e também que sejam responsabilizados civil e criminalmente, caso comprovado o esquema interno de revezamento em pleno horário de atendimento. A conferir!

Do Blog do Daniel Galvão

 

Veja também:

>> Após massacre ao cão, Masterchef omite nome do Carrefour do programa

>> "Infiltrado na Klan" é filme histórico e tem tudo a ver com o Brasil 2018

>> Adriana Passos: herdeira do samba tradicional faz show na Lapa

>> Em carta, Lula, o maior presidente da história, fala ao Brics

>> Protesto é marcado em frente ao Carrefour após massacre de cão - vídeo

>> Papai Noel é vaiado em shopping após "encerrar expediente" - vídeo

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Prefeito médico quebra espírito de corpo e denuncia colegas após mortes de crianças
 

Copyright 2018 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!