• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Sexta-feira, 03 de Abril de 2020

Gabriela Prioli terá programa no horário nobre da CNN Brasil
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > saúde > bem estar

Saúde - Bem Estar

 

Segunda-feira, 23 de Março de 2020

Número de leitos é determinante para garantir a vida da população

Falta leitos e sobra descaso no Brasil
Falta leitos e sobra descaso no Brasil

Por Fábio Lau

O Brasil é um dos países onde a relação número de leitos por mil pessoas é dos mais baixos. Embora estejamos, ainda, entre as 10 maiores economias do planeta (fomos a sexta durante o governo Lula), a infraestrutura hospitalar do país é precária. Mas, nestes tempos de coronavírus, é fundamental analisar e compreender que o número de leitos tem se revelado fundamental para determinar a sorte da população. Países onde a taxa é acima de cinco, tem conseguido reduzir o número de mortos.


Hoje, no Brasil, onde 60 mil leitos foram fechados em 15 anos, por descaso do setor público - especialmente prefeituras -, há uma carência de 30 mil vagas para que cheguemos a um patamar baixo, porém aceitável. O ideal, segundo a Organização Mundial da Saúde, é que esta relação seja de pelo menos 10 leitos por mil.

O Brasil, agora, dispõe de menos de dois leitos por mil habitantes (1,95). A Itália, campeã de mortos por coronavírus, tem pouco mais de 3. Isso significa que, se houver uma explosão de contaminados, o Brasil poderá viver uma mortandade ainda pior do que a verificada naquele país.

Os países, socialistas, ou que tem uma herança do período soviético, levam vantagem sobre os países de economia liberais.

A Coreia do Norte, Bielorússia, Ucrânia e a própria Rússia estão entre os dez países mais bem atendidos nesta área. Fazem companhia a eles Mônaco (um principado de milionários - e por isso fora do padrão internacional), Japão, Coreia do Sul, Somália (com um dos mais baixos IDHs do planeta - 0,364 - ela é atendida pelo Médico Sem Fronteiras - o que justifica o elevado número de leitos), Alemanha e a desértica Groenlândia - com 57 mil habitantes. O caso da Somália merece estudo posterior. O primeiro caso de coronavírus só surgiu em primeiro de março.

Para ver a relação leito/população você pode clicar aqui

Como o serviço é precário no Brasil, especialistas especulam que o cenário projetado para um futuro próximo é bastante ruim. Em entrevista ao Jornal O Globo, o ex-professor da USP, Miguel Srougi, diz que não será surpresa se especialmente os mais pobres morrerem nas calçadas dos hospitais sem qualquer chance de atendimento.

A previsão que faz sobre o futuro próximo é sombria:

- (...)os fortes estão ameaçados, os pobres vão morrer mais, mas os ricos também vão morrer.

Outro problema genuinamente nacional é o descaso do governo central com o tratamento e as medidas de choque usadas em outras nações e que aqui têm encontrado resistência. A paralisação do transporte de massa foi determinante para que os casos diminuíssem, mas o presidente Bolsonaro já fez até a defesa de que o povo se deixe contaminar para, na sua lógica, ampliar o número de imunizados.

Ele, sabemos, tem contribuído muito para isso.

 

Veja também:

>> "Gripezinha" vira peste para justificar corte de salários dos trabalhadores

>> Confinados 3: Uma novela de Francis Ivanovich

>> Crítica & Literatura: A distopia nossa de cada dia

>> Índice de recuperação de coronavírus no Brasil é um dos mais baixos do mundo

>> A crise da saúde no planeta sob a ótica da mitologia africana

>> Confinados: Parte 2 - Uma novela de Francis Ivanovich

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Número de leitos é determinante para garantir a vida da população
 

Copyright 2020 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!