• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Quinta-feira, 15 de Agosto de 2019

Após entrevistar Dilma, Juca Kfouri é demitido da ESPN
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Sexta-feira, 16 de Agosto de 2019

Bolsonaro ameaça Luciano Huck em esquema de compra de avião via BNDES

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > reportagem especial

Reportagem Especial

 

Quinta-feira, 15 de Janeiro de 2015

População em fúria contra prefeito depreda cidade no Amazonas - fotos e vídeo

Da Redação

O nome da cidade é Coari, a 362 km de Manaus.

O do prefeito cassado é Igson Monteiro, do PMDB.

E as imagens são impressionantes, devem ter deixado o prefeito com medo.

Mais de 400 pessoas foram às ruas nesta quarta-feira protestar contra a falta de pagamento aos servidores. Logo a manifestação pacífica virou baderna generalizada, com ataques à Câmara Municipal e à casa de Igson. O carro dele foi jogado dentro de um rio.


.














Em vários pontos da cidade, o cenário era de fogo, depredação e revolta. Veja.



Na casa de Igson Monteiro, vários utensílios domésticos foram quebrados, móveis foram arrastados para a rua e muita coisa acabou sendo incendiada - inclusive imóveis inteiros. A residência do vice também teria sido danificada.


.
Em meio à multidão também estariam candidatos aprovados em concursos públicos e que ainda não foram convocados, além de mototaxistas que reivindicam aumento da tarifa de R$ 2 para R$ 3.

Uma dona de casa que não quis se identificar declarou: "Uma revolução está acontecendo na nossa cidade, as pessoas estão quebrando todos os patrimônios."































.

.
A polícia informou que o protesto começou tranquilo, mas em poucos minutos fugiu de controle. Durante algumas horas a situação foi de caos. À noite, o clima já era de mais tranquilidade, aparentemente.

Mas o prefeito cassado, que está viajando de férias, deve estar pensando seriamente se volta ou não para Coari. Nos últimos anos, a cidade foi marcada por uma série de gestões desastrosas e polêmicas, envolvendo corrupção e descaso com a administração pública. Um dos prefeitos chegou a ser acusado de chefiar uma rede de pedofilia.


.
Leia o que foi publicado há poucas horas pelo jornal online A Crítica, de Manaus:

"Principal alvo dos violentos atos de manifestação realizados nesta quarta-feira (14) no município de Coari, o prefeito cassado Igson Monteiro (PMDB) aparentou calma ao declarar que não entendeu os tumultos como fruto de real clamor popular.

"Tocaram fogo na minha casa, na casa da minha irmã, na casa dos meus irmãos - um dos quais é presidente da Câmara [Municipal de Coari] -, e ainda saquearam a casa da minha mãe. Dá pra ver que é uma questão política. [...] Quem fez essa manifestação não foi a população de Coari", relatou.

Ele ainda comentou sobre os ânimos do município, localizado a 363 Kms de Manaus. "A população de Coari está triste, várias pessoas mandaram mensagens de solidariedade, porque Coari é uma cidade em que não existe esse tipo de coisa", disse Igson.

Apesar dos comentários, nem Igson nem seu irmão, Elisou Monteiro, presidente da Câmara e segundo na linha sucessória, estavam em Coari durante as manifestações. "Eu retorno para Coari na segunda-feira [19], como programado", declarou o prefeito cassado.

O prefeito cassado Igson Monteiro.
O prefeito cassado Igson Monteiro.  
















Após sua cassação pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mês passado, Igson tirou 36 dias de férias da prefeitura para tentar reverter a decisão em Brasília. O peemedebista acompanhou a ação dos manifestantes na capital amazonense. Já Elisou está no Rio de Janeiro.

O prefeito cassado teve o pedido de férias aprovado pela base aliada na Câmara. "Ele pediu as férias, não disse muito bem pra onde ia e desapareceu. O presidente da Câmara também não está em Coari. Tudo isso aconteceu sem nenhuma gestão presente", disse o vereador da oposição, Antônio Denilson (PMN), ex-presidente da Câmara.

Segundo ele, ao longo dos últimos meses, pedidos de instalação de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na casa foram combatidos pela base de Igson. "Nós tentamos de tudo, sempre pedíamos assinatura para CPIs, mas nunca dava certo, até que a oposição cansou e desistiu de lançar chapa nas últimas eleições da casa. Então eles ganharam", disse."

 

Veja também:

>> Blogueira do Globo que despreza pobres defende seu texto "engraçado" e diz que "a verdade dói!"

>> Será que está cedo para escolher o pior clipe de 2015? Ui ui ui ui meu bem!!!

>> Regulação da mídia: proposta de plebiscito sobre o tema e Berzoini na alça de mira

>> Colunista do Globo que escreveu texto polêmico contra pobres disse que era uma "piada"

>> Morador da Rocinha critica blogueira do Globo que atacou pobres

>> Mais de meio milhão de estudantes tiraram nota ZERO na redação do Enem

>> Exclusivo: Pedro Paulo volta à Prefeitura de Paes para assumir Supersecretaria

>> 'Menino, olha essa água! Pelo amor de Deus, olha o desperdício!!!'

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
População em fúria contra prefeito depreda cidade no Amazonas - fotos e vídeo
 

Copyright 2019 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!