• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Terça-feira, 22 de Setembro de 2020

Mignonnes: corra e assista no Netflix antes que Damares censure
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Quarta-feira, 23 de Setembro de 2020

"Remédio Amargo": filme que lava a alma da mulher oprimida

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > política > rio

Política - Rio

 

Quinta-feira, 13 de Fevereiro de 2020

Rio: onde a população de rua se abriga na porta da riqueza

Os sem-teto preferem o calor - ou o ventinho - dos bancos - doce ironia
Os sem-teto preferem o calor - ou o ventinho - dos bancos - doce ironia

Por Fábio Lau*

Claro que o fenômeno não é carioca. Mas deve ter uma razão que vá além da ironia o fato da população de rua - aquela que a academia prefere chamar de população em situação de rua - se abrigue, ou pernoite, diante dos bancos. Pode ser por causa do ar condicionado que sai das entranhas do envidraçamento. Ou mesmo do vidro que dá uma sensação de proteção lateral - mais do que uma porta pantográfica de padaria, por exemplo. Além do quê, a agência só abre às 10hs. É uma garantia de que não será acordado por volta das 8hs - como ocorreria a uma farmácia.



Mas nesta manhã (quinta-feira, 13), passeando com minha cã (sim, ela é o feminino de cão), Zaz, passei diante do Itaú - lucro recorde em 2019 de R$ 25,9 bi - e do Bradesco - vice no ranking dos maiores lucros com R$ 25,8 bi - e, diante deles, dois personagens da nossa desventura humana.

No primeiro, coberto dos pés à cabeça, sob um lençol, o sujeito disputava espaço com a fila. A senhora, de óculos, que percebeu o fotógrafo ocasional, parece não ter ficado feliz. Daí a preferir esconder seu rosto com esta técnica finlandesa de passar tinta no rosto.

Já diante do Bradesco, uma mulher bradava por ajuda. Ninguém a olhava no rosto.

Hoje, no Brasil de Paulo Guedes, temos um contingente de 61 milhões de inadimplentes. Muitos com dívidas bancárias. O que significa que este lucro, ano que vem, será ainda maior. Sentar para negociar com o gerente, numa instituição financeira, é prenúncio de que o devedor deixará o equivalente ao rim esquerdo, pulmão direito ou olhos.

Qual o papel dos grandes bancos se não guardar dinheiro e endividar o cliente? Investimento? Experimenta pedir empréstimos para começar um negócio!

Se o dinheiro entrar e sair, ou seja, se clientes fossem apenas trabalhadores, o banco iria quebrar. Ele precisa, portanto, criar mecanismos para você gastar além da conta e mergulhar no crédito do cheque especial. Ou comprar os produtos que prometem o sonho (aqueles sorteios que prometem carros e você não vê um vencedor) e te oferecem .... o pesadelo - não pensei em nada além do lugar comum.

Mas a miséria, a de duas pernas cansadas e corpo faminto e que padece na porta do agência, é antiga e se amplia - tanto quanto o empréstimo.

A diferença, talvez, se há, é que ela hoje durma à porta dos lugares ricos. Não apenas nos bancos de praças ou em lugares ermos.

A novidade nos permite este deboche sociológico e urbano a cada dia.

* Fábio Lau é jornalista, duro, mas não deve a banco. Ufa!

 

Veja também:

>> O jornalismo e a tentativa de humilhação de cada dia

>> Polícia procura em cisternas de condomínio arma que matou Marielle

>> Juíza diz que "Adriano" morreu com golpes de facada e proíbe cremação

>> Glauber Braga diz que Moro é capanga da milícia

>> Motorista de InDriver é acusado de racismo por passageira em Curitiba

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Rio: onde a população de rua se abriga na porta da riqueza
 

Copyright 2020 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!