• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Terça-feira, 22 de Setembro de 2020

Mignonnes: corra e assista no Netflix antes que Damares censure
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Quarta-feira, 23 de Setembro de 2020

"Remédio Amargo": filme que lava a alma da mulher oprimida

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > política > rio

Política - Rio

 

Quinta-feira, 28 de Novembro de 2019

Bolsonaro é alvo em Corte Internacional por "incitar genocídio indígena"

Alan Santos, foto Presidência da República - Bolsonaro denunciado
Alan Santos, foto Presidência da República - Bolsonaro denunciado

A incontinência verbal de Jair Bolsonaro pode começar a cobrar um preço. E não é barato. Ele se tornou alvo de denúncia no Tribunal Penal Internacional nesta quinta-feira (28) acusado de promover o "genocídio de povos indígenas". A ação foi movida por duas organizações de advogados especializadas em direitos humanos, a Comissão Arns e o Coletivo de Advogados de Direitos Humanos (CADHu).



O Tribunal Penal Internacional é um órgão criado em 2002 com o apoio do próprio Ministério das Relações Exteriores brasileiro.

A Corte é um tribunal permanente de justiça internacional cuja missão é julgar pessoas que cometeram crimes de genocídio, crimes de guerra e crimes contra a humanidade, como por exemplo escravidão, extermínio e assassinato.

O presidente da Comissão Arns, que entrou com o processo contra Bolsonaro, é o ex-ministro da Justiça José Carlos Dias, que comandou a pasta durante o governo de Fernando Henrique Cardoso (PSBD).

Na ação é citada a propagação dos incêndios na Região Amazônica e que causou o primeiro constrangimento internacional do governo de Jair Bolsonaro, envolvendo atritos com o presidente da França, Emmanuel Macron, e em menor escala também com a presidente da Alemanha, Angela Merkel.

A inércia do governo diante do derramamento de óleo, que coloca em risco a saúde da população e tira o emprego de milhares de pescadores, não chegou a ser levada à corte por ter ocorrido após o descaso quanto à Floresta.

 

Veja também:

>> Bolsonarista mata esquerdista após discussão em Balneário Camboriu (SC)

>> Um negro que defende a escravidão e não acredita em racismo? Existe.

>> Sucuri se enrola em pneu de moto na Bahia

>> Papa diz que só diálogos podem conter convulsão da América Latina

>> Após denúncias de sete invasões em escola, PM faz operação

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Bolsonaro é alvo em Corte Internacional por "incitar genocídio indígena"
 

Copyright 2020 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!