• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Terça-feira, 22 de Setembro de 2020

Mignonnes: corra e assista no Netflix antes que Damares censure
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Quarta-feira, 23 de Setembro de 2020

"Remédio Amargo": filme que lava a alma da mulher oprimida

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > política > internacional

Política - Internacional

 

Sexta-feira, 09 de Agosto de 2019

Maia ataca Bolsonaro: "presidente é produto dos nossos erros"

Maia: ataque a Bolsonaro
Maia: ataque a Bolsonaro

O que teria levado o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a fustigar o presidente Jair Bolsonaro um dia após ser elogiado por ele por conta da aprovação da Reforma da Previdência? Na noite desta quinta-feira (8), Maia disse sobre o presidente Jair Bolsonaro (PSL) que ele é um "produto de nossos erros".

-Bolsonaro é produto dos nossos erros. A pergunta é onde nós erramos? - perguntou.

A fala, que espantou parte da plateia, foi proferida durante um evento da Fundação Lemann, em São Paulo, do qual também participaram o deputado federal Alessandro Molon (PSB-RJ) e o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB).

Os mais atentos acreditam que a manifestação ocorreu como retaliação ao elogio que Bolsonaro fez ao torturador Brilhante Ustra, um coronel sabidamente truculento e que serviu ao golpe militar. Maia é filho de um exilado político que teve que deixar o país para escapar de gente como o ídolo do presidente.

Segundo o presidente da Câmara, Bolsonaro era um "produto sem partido", que se aproveitou dos movimentos de rua de 2013 e da disputa de valores que se seguiu. "Se ele chegou onde chegou a culpa é nossa", afirmou.

Maia também disse que Bolsonaro conseguiu representar "algo fora do Estado", na onda da rejeição à política provocada pela operação Lava Jato. Para ele, no entanto, Bolsonaro não era a figura que a operação esperava conduzir à presidência.

"A Lava Jato foi decisiva [para a eleição de Bolsonaro], mas o nome dela [da operação para a presidência] não era Bolsonaro. Eles só não conseguiram construir algo no lugar", disse.

"Mas é o que temos até 2022", emendou.

 

Veja também:

>> Felipe Neto diz ter recorrido a seguranças após fazer críticas a Bolsonaro

>> Torcedor do Corinthians revela ter sido humilhado por PMs por xingar Bolsonaro

>> Dallagnol e a obsessão por destruir Gilmar Mendes

>> Eike Batista volta a ser preso na Lava-Jato

>> Presa na Lava-Jato afirma que havia delação para quem denunciasse Lula

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Maia ataca Bolsonaro: "presidente é produto dos nossos erros"
 

Copyright 2020 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!