• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Quinta-feira, 12 de Dezembro de 2019

Boa dica Netflix? "História de um casamento".
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Quinta-feira, 12 de Dezembro de 2019

Charlie Sheen, a lenda, comemora dois anos longe das drogas

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > política > internacional

Política - Internacional

 

Quarta-feira, 13 de Novembro de 2019

Defensores do golpe na Venezuela invadem embaixada do país em Brasília

Venezuela desrespeitada pelo governo brasileiro
Venezuela desrespeitada pelo governo brasileiro
Cerca de 20 pessoas, entre elas milicianos apoiadores de Bolsonaro e aliados de Juan Guaidó, o autoproclamado presidente daquele país, invadiram a embaixada da Venezuela em Brasília em um claro desrespeito ao território venezuelano no Brasil. Parlamentares de partidos de esquerda foram até o lugar onde protestaram e exigiram que a PM entrasse e retirasse os invasores. Estes, por sua vez, disseram ter sido convidados a entrar a convite da embaixadora Maria Teresa Belandria.

Um assessor diplomático do governo Maduro pediu que parlamentares brasileiros e movimentos sociais fossem para a embaixada em seu socorro e para garantir a legitimidade da representação diplomática - o que ocorre logo no início da manhã.

Neste momento há claro sinais de que os agressores, que receberam o apoio silencioso do governo Jair Bolsonaro, perderam a força política. O filho do presidente, deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL/SP), defendeu a invasão. Ele, que tentou se tornar embaixador do Brasil em Washigton, revelou, mais uma vez, desconhecer as regras democráticas:

- Nunca entendia essa situação. Se o Brasil reconhece Guaidó como presidente da Venezuela por que a embaixadora Maria Teresa Belandria, indicada por ele, não estava fisicamente na embaixada? Ao que parece agora está sendo feito o certo, o justo", escreveu o parlamentar.

Para a deputada federal Jandira Feghali (PCdoB/RJ), a ação representou um atentado à soberania e à democracia. Paulo Pimenta (PT/RS) também identificou o ato como uma hostilidade inaceitável contra um governo legítimo de um país amigo.

Maria do Rosário (PT/RS) disse que acredita que o Itamarati esteja dando apoio à invasão:

- Vejo uma conexão com o que acontece na Bolívia e com a volta da esquerda na Argentina. As manifestações no Chile também estão apavorando a direita Latina Americana.

A ocupação ocorreu na mesma semana em que um golpe militar e policial removeu da Presidência o presidente da Bolívia, Evo Morales, com o apoio do governo brasileiro. Ela se acentua também no momento em que o governo de direita no Brasil e seus apoiadores tentam recolocar Lula na prisão - de onde saiu após decisão judicial na última sexta-feira (8).

 

Veja também:

>> Bolsonaro privilegia Record e SBT na distribuição de verba publicitária

>> Um encontro para enófilos no Rio a partir do dia 15

>> Unicef: 32 crianças e adolescentes são assassinados por dia no Brasil

>> Carluxo remove perfis nas redes sociais

>> Morales já está no México onde recebe asilo político

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Defensores do golpe na Venezuela invadem embaixada do país em Brasília
 

Copyright 2019 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!