• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Terça-feira, 20 de Junho de 2017

Viva Roda - Felipe Pena faz a roda do jornalismo girar para a esquerda - vídeo

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > política > geral

Política - Geral

 

Terça-feira, 24 de Janeiro de 2017

Uerj: fechamento e ameaça de privatização seriam retaliação por apoio a Dilma

Da Redação

O apoio que alunos, professores e funcionários da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) deram à candidatura de Dilma Rousseff ainda durante a campanha em 2014 seria uma das razões do abandono do presente e talvez futuro da universidade tanto pelo governo federal quanto estadual. Esta é a análise de alguns professores que hoje lutam para tentar reerguer a Universidade que estaria em vias de ser privatizada. Criada em 1950, a Uerj é considerada uma das principais universidades do país, mas vem enfrentando forte crise financeira desde a derrocada dos governos de Sérgio Cabral e Luiz Fernando Pezão.

Em 2014, uma página do Facebook fazia ampla defesa da candidatura presidenta Dilma Dilma Rousseff que, naquele momento, tentava a reeleição. Naquele período, motivada por uma análise estatística chamada "Manchetômetro", a Universidade não só media o grau de inserção de Aécio Neves e Marina Silva nas mídia tradicionais, como denunciava a forma desigual de tratamento:

- Naquele momento enfrentamos um poderio gigantesco como o Grupo Globo e demais mídias tradicionais - disse um professor.

O apoio vitorioso a Dilma seguiu após as eleições e se transformou, nos dois anos seguintes, em denúncia do processo golpista encabeçado por Michel Temer, Eduardo Cunha, entre outros, e com o apoio dos tucanos.

- Tudo isso gerou retaliação. E é o que estamos vendo! Disse um professor.

A fan page @dilmauerj2014 já foi mais vista por alunos e professores. Desde setembro, com o aprofundamento da crise no governo do Estado e com sérias consequências para Uerj, os alunos abandonaram a página.

A última postagem mais expressiva foi a que deu conta da cassação de Eduardo Cunha:

- Eduardo Cunha acaba de ser cassado com 450 votos a favor e apenas 10 votos contra. Mais uma demonstração que o golpe que foi dado no Brasil foi feito pelos setores mais reacionários e corruptos do país - diz uma nota.

Outro funcionário lembra que esta não foi a primeira vez que a Uerj sofreu retaliações. No governo Garotinho ela foi tratada a pão e água já que o governador a via como um reduto de "petistas":

- Na época ele criou a Universidade do Estado da Zona Oeste (Uezo) e canalizou mais recursos para a Uenfe - no seu reduto eleitoral.



 

Veja também:

>> Incêndio em Penitenciária de Bauru após rebelião

>> Bolsa de apostas para sucessão de Teori pende para Gilmar

>> Dória: programa de governo é desconstruir Fernando Haddad

>> Ator morre baleado durante gravação de clipe na Austrália

>> Verdades, mentiras e os achismos do Globo no caso Teori

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Uerj: fechamento e ameaça de privatização seriam retaliação por apoio a Dilma
 

Copyright 2017 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!