• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Sábado, 15 de Dezembro de 2018

Castrinho é acusado de abuso sexual por Iris Bruzzi. Ele nega
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Quarta-feira, 05 de Dezembro de 2018

Após massacre ao cão, Masterchef omite nome do Carrefour do programa

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > política > geral

Política - Geral

 

Terça-feira, 04 de Dezembro de 2018

TSE, acuado, julga hoje caixa dois de Bolsonaro

Empresário figurou como suspeito em reportagem da Folha - foto Rádio Jornal - Instagram
Empresário figurou como suspeito em reportagem da Folha - foto Rádio Jornal - Instagram

Alguém acredita que o TSE, que entubou a ameaça do filho de Bolsonaro de que enviaria um cabo e um soldado para fechar a corte, irá agir com rigor em um caso flagrante de caixa dois? Nem você e nem ninguém. A denúncia de caixa dois na campanha do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) será examinada nesta terça (4), a partir das 19h, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A representação do PT contra a prestação de contas da campanha eleitoral do capitão reformado do Exército teve como base reportagens do jornal Folha de S. Paulo, segundo qual empresas pagaram com caixa dois disparos de mensagens via WhatsApp contra a candidatura de Fernando Haddad.

LEIA TAMBÉM
Há elementos para cassar Bolsonaro por caixa dois, diz editorial da Folha

O julgamento de hoje é última formalidade para que Bolsonaro possa ser diplomado na próxima segunda-feira (10). Em seguida, ocorrerá a posse, que foi marcada para 1º de janeiro.

As contas serão julgadas pelo plenário do TSE, a partir do voto do relator, ministro Luís Roberto Barroso. De acordo com parecer do órgão técnico do TSE responsável pelo assunto, as contas de campanha do presidente eleito devem ser aprovadas com ressalvas.

Os analistas e técnicos da corte avaliaram como uma das irregularidades a devolução de depósitos feitos na conta bancária da campanha. O financiamento coletivo por meio de uma empresa sem registro prévio na Justiça Eleitoral também foi objeto de impropriedade pelos analistas. No entanto, a assessoria técnica não identificou prejuízo ao controle social das doações, pois a plataforma usada para arrecadação dos valores e a empresa subcontratada para o arranjo dos pagamentos foram previamente cadastradas no TSE.

O parecer menciona ainda o recebimento de doações de fontes não permitidas. É o caso de doadores que são permissionários do serviço público, como taxistas. Como se trata de doação cuja fonte pode ser desconhecida dos candidatos e partidos, o TSE possui uma jurisprudência que impede a responsabilização direta caso haja erros cometidos pelos próprios doadores. Assim, o órgão interno determina que os recursos referentes a essa irregularidade, transferidos ao PSL, partido de Bolsonaro, sejam recolhidos ao Tesouro Nacional.

Segundo a defesa de Bolsonaro, as questões pontuadas pelos técnicos do TSE não são suficientes para reprovação das contas. Sobre o caso das doações vedadas, o corpo jurídico do presidente eleito argumentou que a equipe de campanha já havia apresentado questionamento aos doadores com o objetivo de evitar possíveis irregularidades.

Além do caixa dois, outra ação do PT corre paralela à análise das contas da chapa eleita. Segundo os petistas, Bolsonaro e seu vice, general Hamilton Mourão, cometeram abuso de poder econômico durante as eleições. O partido alegou que os dois candidatos se beneficiaram do suposto constrangimento provocado pelo empresário Luciano Hang, dono das lojas Havan. Segundo as alegações da chapa petista, Hang teria constrangido seus funcionários a votarem em Bolsonaro "sob ameaças de fechamento de lojas e dispensa".

Com informações da Agência Brasil

 

Veja também:

>> Papai Noel é vaiado em shopping após "encerrar expediente" - vídeo

>> O risco contra Bolsonaro e o marketing

>> O sono do menino sem-teto guardado pelo segurança

>> Ora 7 a 1, ora 17. Felipão não se cansa de humilhar o futebol brasileiro - vídeo

>> 107 São Clemente pode voltar a receber gás da CEG

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
TSE, acuado, julga hoje caixa dois de Bolsonaro
 

Copyright 2018 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!