• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Quarta-feira, 10 de Julho de 2019

Racismo na TV:apresentador ofende o povo negro ao criticar Ibope - vídeo

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > política > geral

Política - Geral

 

Quarta-feira, 10 de Julho de 2019

Thompson Flores diz não ser suspeito para julgar Lula. Mas diria ao contrário?

Thompson Flores e Moro: não há razão para desconfiança na isenção, diz desembargador
Thompson Flores e Moro: não há razão para desconfiança na isenção, diz desembargador


Você acha que o desembargador vai acolher um pedido de suspeição contra si? Tendo sido ele um dos responsáveis pela condenação em segunda instância de Lula? Claro que não. Mas o mecanismo (opa!) da Justiça permite estas aberrações. Quem deveria analisar não é o próprio, mas ou um juiz isento (opa!) ou um órgão corregedor. Porque não pode pairar sobre decisão de juiz algum nenhuma dúvida sobre sua isenção e imparcialidade. Coisa que, neste episódio, não ocorre. Não há provas ou uma mínima suspeita sobre o magistrado. Mas se resta dúvida da parte contrária, e ela é embasada em informações da defesa do ex-presidente Lula, faria ele muito bem em se afastar.


O desembargador Thompson Flores, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, não acolheu pedido de suspeição feito contra ele pelo ex-presidente Lula, no processo do sítio de Atibaia. O julgador foi um dos membros da turma que confirmou a condenação do petista na segunda instância.


Desembargador Thompson Flores diz que sua admiração pelo modo de trabalho de Sergio Moro não o impede de julgar LulaPaula Carubba/Anuário da Justiça
Uma das alegações da defesa de Lula é que Rogério Galloro, diretor-geral da Polícia Federal, afirmou em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo que recebeu uma ligação de Flores dizendo para não soltar o ex-presidente - no dia em que o desembargador Rogério Favreto determinou a soltura do petista.

Segundo Thompson Flores, não houve ordem por telefone, tendo apenas dito que despacharia dentro de alguns minutos.

A defesa de Lula também afirma que as demonstrações de apreço de Flores pelo juiz Sergio Moro e seu modo de trabalhar demonstram que há suspeição no caso.

Porém, o desembargador afirma que essa consideração pelo modo como Moro trabalhava não carrega em si nenhum juízo de valor quanto ao mérito do caso.

"Houve a manifestação de apreço com a técnica jurídica adotada pelo órgão julgador responsável pela condução daquele processo - sem pronunciamento acerca da valoração atribuída por aquele órgão julgador aos elementos cognitivos daqueles autos (mérito); e manifestação acerca dos julgamentos possíveis àquela pretensão deduzida - juízo de procedência; juízo de improcedência; e declaração de nulidade processual", afirma.

A informação é do site Conjur


Clique aqui para ler a decisão.



 

Veja também:

>> Morre aos 77 anos o jornalista Paulo Henrique Amorim

>> O legado de Paulo Henrique Amorim

>> O áudio de Dallagnol foi a última postagem de PHA - vídeo

>> Este povo não se reagrupa mais

>> Bolsonaro protege igrejas de tributação

>> Filho de João Gilberto ironiza ignorância de Bolsonaro sobre seu pai: "No Bozo"

>> Doleiro dos doleiros é preso na Lava-Jato

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Thompson Flores diz não ser suspeito para julgar Lula. Mas diria ao contrário?
 

Copyright 2019 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!