• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Você é um abolicionista moderno ou escravagista?
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Domingo, 10 de Dezembro de 2017

Morre aos 98 anos a atriz Eva Todor

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > política > geral

Política - Geral

 

Quinta-feira, 07 de Dezembro de 2017

Polícia Federal desafia sociedade e volta a atacar Universidades Federais

Da Redação

A morte do reitor da Universidade Federal de Santa Catarina, Luiz Cancellier, por suicídio há dois meses, vítima do arbítrio promovido por uma delegada da Polícia Federal e endossado pela Justiça, não levou a instituição a repensar seu papel e métodos. Na tarde de ontem a mesma PF agiu contra a Universidade Federal de Minas Gerais, conduzindo coercitivamente meros investigados, e hoje retornou ao início de tudo - também conhecido como local do crime: a Universidade de Santa Catarina.

Em nota, várias entidades, como a OAB, repudiaram os métodos da Polícia Federal. Até do exterior a solidariedade chegou e foi por via da Universidade de Coimbra, uma das mais tradicionais da Europa.

O diretor do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, Boaventura de Sousa Santos, considerado um dos maiores intelectuais da atualidade, classificou como "despropositada e ilegal" a condução coercitiva do reitor da UFMG, Jaime Arturo Ramírez, e de equipe.

Boaventura pediu que os profissionais e alunos "não se deixem intimidar por estes actos de arbítrio por parte das forças anti-democráticas que tomaram conta do poder no Brasil"; "Os actos de que são vítimas visam, isso sim, desmoralizar as universidades públicas e preparar o caminho para a sua privatização"

Para o senador do PMDB do Paraná, Roberto Requião, o que está em jogo é o interesse de países estrangeiros de acabar com a Universidade Pública do país e levar entidades estrangeiras a se instalarem aqui - como já ocorre no ensino fundamental e secundário.

 

Veja também:

>> Polícia prende traficante 157 e alimenta a arte de enxugar gelo

>> Policiais que fizeram selfie com traficantes viram memes e serão investigados

>> Gleise Nana: 4 anos depois morte de ativista segue impune

>> Universidade do Rio demite 1.200 professores para recontratar em janeiro

>> Camelôs do Rio comemoram venda de pano de chão que virou mimo de Natal

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Polícia Federal desafia sociedade e volta a atacar Universidades Federais
 

Copyright 2017 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!