• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Segunda-feira, 27 de Março de 2017

Apresentadora chama estrela do Lolla de machista e misógino - vídeo

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > política > geral

Política - Geral

 

Segunda-feira, 02 de Abril de 2012

Provavel sucessor de Demóstenes é ligado a Cachoeira

Da redação

O provável substituto do senador Demóstenes Torres, do DEM de Goiás, caso ele renuncie, ou seja, cassado, será Wilder Pedro de Morais. Desconhecido do grande público, ele ganhou notoriedade nas eleições de 2010, quando declarou à Justiça Eleitoral patrimônio de R$ 14,4 milhões, sendo R$ 2,2 milhões em espécie, que segundo ele, dinheiro guardado em casa.
Wilder é secretário de Infraestrutura de Goiás, gestão do tucano Marconi Perilo, onde emprega um parente da ex -mulher do bicheiro Cachoeira. E é amigo de....Carlinhos Cachoeira!! .
O Wilder era casado com uma moça, que se separou dele para viver com.... Cachoeira,.... sem antes levar uma surra do Wilder.

ver mais >>

Segunda-feira, 02 de Abril de 2012

Luis Nassif fala sobre o episódio Veja X Demóstenes X Cachoeira durante palestra

Por Luis Nassif

Nesta manhã, o Google tirou do ar a série "O caso de Veja" - certamente provocado por alguma manobra dos personagens em questão. Aqui seguem dois vídeos com palestras feitas por Nassif no IESB, de Brasília,
Neles, se chega até a armação de Cachoeira com a Veja para derrubar o delegado Paulo Lacerda.

ver mais >>

Domingo, 01 de Abril de 2012

Caso Veja-Cachoeira testa fronteiras do jornalismo

Brasil 247

Estão faltando peças no tabuleiro das relações entre a revista Veja, a de maior circulação do Brasil em papel, e a do contraventor preso pela Operação Monte Carlo, da Polícia Federal. Precisamente, cerca de 200 peças, equivalentes ao número de ligações telefônicas grampeadas legalmente pela PF entre o editor-chefe e diretor da sucursal de Brasília da publicação, Policarpo Junior, e Carlinhos Cachoeira. Nelas se poderá verificar o verdadeiro padrão do relacionamento entre o jornalista e sua fonte. Haveria só perguntas e respostas entre eles ou algum jogo de ataques e defesas editoriais, aprimorado ao longo do tempo, no interesse comum de Veja e do contraventor? Ou, ainda, ora do interesse de Veja, ora do interesse do contraventor?

ver mais >>

Domingo, 01 de Abril de 2012

Tempos de Murici - Abandono a própria sorte antes que arraste junto

Por Saul Leblon ( Carta Maior)

De interlocutor preferencial a louco
De interlocutor preferencial a louco

O site do jornal O Globo alterna manchetes garrafais que antecipam o funeral político de Demóstenes Torres, até há bem pouco tempo um parceiro, digamos assim, do jornalismo imparcial chancelado pelos Marinhos. A revista Veja, cuja afinidade de propósitos com Demóstenes, segundo consta, poderá ser aferida pela intensa troca de telefonemas entre a alta direção de sua sucursal, em Brasília, e o senador dublê de bicheiro,trata agora o amigo como um defunto contagioso, cujo enterro não pode tardar (leia nesta página: Carta Maior pede ao STF acesso às investigações sobre Demóstenes & seus interlocutores associados).

ver mais >>

Sexta-feira, 30 de Março de 2012

Do ‘doutor’ ao ‘professor’: “Tá tranquilo, eu faço”

Do Brasil 247

Demóstenes e Cachoeira
Demóstenes e Cachoeira

O senador Demóstenes Torres já é um cadáver político. Revelações de diálogos grampeados pela Polícia Federal, entre ele e o contraventor Carlinhos Cachoeira, publicadas pelo jornal O Globo nesta sexta-feira 30, levaram a cúpula do DEM a pressionar Demóstenes a se desfiliar do partido, antecipando-se a um processo de expulsão. A ameaça de cassação de seu mandato, a partir da investigação aberta pelo Procurador-Geral da República, Roberto Gurgel, ganhou corpo.

ver mais >>

Quarta-feira, 28 de Março de 2012

Veja X Demóstenes: caminhos tortuosos que vão do amor a prévia condenação

Por Luis Nassif – Blog do Nassif

Cachoeira, Demóstenes ou Policarpo?
Cachoeira, Demóstenes ou Policarpo?

No momento em que o senador Demóstenes Torres pede aos seus pares - e a Renan Calheiros - para não ser julgado politicamente, um dos capítulos de sua parceria com a revista Veja: o caso Francisco Escórcio. Revela bem os métodos utilizados, posteriormente, no caso do grampo sem áudio.

Coube a Demóstenes, em combinação com a revista, deflagrar a manipulação, ao dizer que tinha sido informado - por telefonema de Pedrinho Abrão - sobre as intenções de Escórcio de filmar Torres e Marconi Perillo no hangar.

ver mais >>

Pág. atual: 262/264
 
 

Copyright 2017 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!