• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Sábado, 23 de Novembro de 2019

Aos 60 anos, morre Gugu Liberato

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > política > geral

Política - Geral

 

Segunda-feira, 11 de Novembro de 2019

OAB-RS cobra providências contra advogada que incitou violência contra STF

Fala da advogada repercutiu nas redes sociais
Fala da advogada repercutiu nas redes sociais


O presidente da OAB-RS, Ricardo Breier, encaminhou, na manhã desta segunda-feira (11/11), ofício ao Tribunal de Ética e Disciplina da Ordem Gaúcha, cobrando imediatas providências contra a declaração da advogada Claudia Teixeira Gomes em redes sociais.

Nas redes, a advogada emitiu a seguinte declaração: "que estuprem e matem as filhas dos Ordinários Ministros do STF". Para Breier, a manifestação demonstra clara incitação à violência e vai na contramão da postura exigida a um profissional representante da cidadania.

"Incitar, publicamente, a violência é atentar contra as boas práticas de conduta que regem o Estado Democrático de Direito, ainda mais vindo de uma advogada que presta juramento no qual está decretado o seu papel em defesa da constituição", afirma o dirigente da Ordem.

Breier solicitou urgência para o Presidente do Tribunal de Ética e Disciplina da OAB-RS na condução do caso, bem como encaminhou ofício ao presidente do STF noticiando a ação da OAB-RS.

Palavra do decano


O decano do STF, ministro Celso de Mello, apontou crime neste tipo de pressão irracional que a corte vem sofrendo.

"A que ponto chegam o ódio cego e visceral, quando não patológico, a irracionalidade do comportamento humano e o fundamentalismo político daqueles que, podendo legitimamente criticar, de forma dura e veemente, posições antagônicas, optam, no entanto, por incitar práticas criminosas, conduta essa que constitui, ela própria, o delito de incitação pública ao crime, tipificado no artigo 286 do Código Penal e perseguível mediante ação penal pública incondicionada!", disse o ministro.

 

Veja também:

>> Caso de racismo ofusca empate entre Galo e Cruzeiro

>> Evo Morales renuncia e comunidade internacional teme pela sua segurança

>> Rússia, China e União Europeia querem saída democrática na Bolívia

>> México oferece asilo político a Evo Morales

>> Golpe na Bolívia inova nos métodos, mas reafirma preconceitos

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
OAB-RS cobra providências contra advogada que incitou violência contra STF
 

Copyright 2019 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!