• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Sábado, 17 de Abril de 2021

Jornalista teria sido vítima de racismo dentro da CNN

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > política > geral

Política - Geral

 

Segunda-feira, 05 de Abril de 2021

Nunes Marques e a desmoralização em praça pública

Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado - Máscara na orelha
Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado - Máscara na orelha

Por Fábio Lau

Ao ser alvo do maior pito já vivido por um ministro do STF imposto por um colega de toga, o novato na Suprema Corte, Nunes Marques, ou Kássio Conká - como é chamado nas redes sociais - tentou uma saída molhada na ironia: "aqueles que ainda não me conhecem terão 26 anos para conhecer". Não precisamos chegar a tanto. Em menos de um mês ele corre o risco de ser novamente despido no seu suposto conhecimento superior do Direito, em praça pública, e ter revisada a decisão tomada de maneira solitária - aquela que garante a realização de cultos evangélicos presenciais em meio ao pior momento da pandemia.



Nunes Marques revela a cada momento que é sim movido pela gratidão ao presidente Jair Bolsonaro que o indicou à Suprema Corte. Mas o preço que a população pode vir a paga por conta destes atos impensados pode ser alto demais. Gilmar Mendes, que rebaixou a crista do colega há menos de um mês, quando este surpreendeu e votou contra a suspeição de Sérgio Moro, será, novamente, a pedra no caminho do piauiense. Ele moverá pedras no tabuleiro para que a decisão de Nunes Marques seja submetida ao plenário.

A aglomeração de pessoas em cultos atende ao desejo do presidente que é grato pelo apoio irrestrito das principais lideranças evangélicas ao seu impopular governo. Diante dos fieis, os pastores e bispos evangélicos, especialmente neopentecostais, imploram por doações que possam manter o império que construíram formado por emissoras de TV, rádios, jornais, além de uma vida nem tão franciscana assim.

Professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP, Nabil Bonduki chamou estes cultos neste momento de "suicídios coletivos de membros de seitas religiosas estimulados por líderes messiânicos". E acrescentou:

- Se o isolamento social não for respeitado, é evidente que a realização de cultos e missas em ambientes fechados irá acelerar ainda mais a disseminação da Covid-19. É tudo o que não estamos precisando!

Nunes Marques pode ter se esforçado demais para ficar conhecido antes do primeiro dos 26 anos que pretende ficar à frente do STF.

Algumas vezes o anonimato é melhor.

 

Veja também:

>> A morte de Agnaldo Timóteo e a lacuna na música romântica

>> Orlando Morais deixa hospital após superar covid

>> "Doutor" Jairinho telefonou para governador na noite da morte de Henry

>> Círculo de Bolsonaro infectou 460 funcionários do Planalto

>> Nova York legaliza consumo recreativo de maconha

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Nunes Marques e a desmoralização em praça pública
 

Copyright 2021 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!