• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Sábado, 03 de Novembro de 2018

Alec Baldwin é preso após confusão em estacionamento

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > política > geral

Política - Geral

 

Quinta-feira, 09 de Agosto de 2018

Jornalista é condenado por ofensa à família de Chico Buarque

Foto Divulgação

Chico Buarque: vitória nos tribunais
Chico Buarque: vitória nos tribunais

O período conturbado vivido pelo país há alguns anos, onde a opinião não é respeita e tampouco a opção política, tem feito estragos e reparos. O caso mais recente envolve um dos gênios da música e sua família: a Justiça confirmou, terça-feira (7), a condenação contra o antiquário e jornalista João Pedrosa, que atacou e ofendeu o músico e família em comentário na rede social Instagram. "Família de canalhas!!! Que orgulho de ser ladrão!!!", afirmou o réu em dezembro de 2015.


Após a sentença, o advogado de Chico Buarque, João Tancredo, disse que "as pessoas têm que entender que internet não pode ser terra de ninguém. Tem que ter respeito, não importa onde". A ofensa foi postada em dezembro de 2015 - seis meses antes do golpe.

O comentário foi publicado após Chico postar uma foto de 1974 com sua ex-mulher, a atriz Marieta Severo, e as filhas Sílvia, Helena e Luísa.

A indenização destinada ao compositor, três filhas e Marieta foi fixada em R$ 100 mil. O réu também deverá publicar, em seu perfil do Instagram e em dois grandes jornais, um no Rio e outro em São Paulo, um pedido de desculpas. "A ideia fundamental não é o dinheiro, mas fazer com que alguém, antes de tomar esse tipo de atitude, pense duas vezes, porque pode ter que pagar indenização", diz Tancredo.

Em fevereiro de 2017, ao saber que seria processado, Pedrosa mandou uma carta para Chico. Entretanto, o entendimento da Justiça foi que não se tratava de uma retratação, e sim uma justificativa por ter ofendido, como explica o advogado. "Ele não pediu desculpas, ele fez uma carta pública dizendo que não queria ofender a família do Chico Buarque, a mulher e as filhas. Na verdade, ele fez aquilo porque ele divergia politicamente do Chico. Ele entendia que as ruas estavam cheias de miseráveis porque o Chico apoiava o Lula."

Na carta, o réu dizia que seu insulto foi motivado pela "associação de Chico com o PT e o MST". O agressor continua: "São eles que considero ameaça à nossa dignidade e nossa democracia. Fui motivado pelas mulheres que estão dando à luz nas calçadas".

O advogado de Chico ironizou o posicionamento do réu: "Então as ruas estão cheias de miseráveis por causa do Lula, não é por causa do capitalismo". O próprio Pedrosa buscou justificativa ideológica à conduta, argumentando na carta para Chico que "sua via é o socialismo, e a minha, o capitalismo".

A resposta do Tribunal de Justiça do Rio veio após recurso do réu à segunda instância. Em primeira decisão daquela corte, em fevereiro, a desembargadora Norma Suely Fonseca Quintes afirmou que a fala de Pedrosa "se encontra desprovida de qualquer base probatória ou mesmo de notícia a respeito do tema, configurando ofensa e violação à honra daquela família".

 

Veja também:

>> PM vítima de criminosos em SP era homem transgênero

>> Caminho para legalizar direito ao aborto é votar bem

>> O reajuste do Judiciário e o dinheiro recuperado da Lava-Jato

>> "Chandler Bing", de Friends, é internado às pressas nos EUA

>> Dia dos Pais: lanchonete vai presentear com "lanche campeão"

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Jornalista é condenado por ofensa à família de Chico Buarque
 

Copyright 2018 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!