• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Quinta-feira, 16 de Janeiro de 2020

Messiah: obra prima da Netflix é melhor do que outros do gênero - vídeo

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > política > geral

Política - Geral

 

Quinta-feira, 12 de Dezembro de 2019

Censura a Porta dos Fundos nos remete a Arcebispo do Rio contra Novaes nos anos 80

Carlos Eduardo Novaes - perseguido na década de 80
Carlos Eduardo Novaes - perseguido na década de 80
Por Fábio Lau

Meados da década de 80, o humor das crônicas do gaúcho Carlos Eduardo Novaes, no JB, era o equivalente ao que faz hoje o "Porta dos Fundos": transgressor, apimentado, criativo e deliciosamente bem escrito. Até que, às vésperas de um Natal qualquer, escreveu uma crônica de Jesus Cristo passeando e se indignando com o que via e ouvia no Barra Shopping. Foi, por isso, perseguido pela versão radical evangélica da época chamada Arquidiocese do Rio de Janeiro. A cabeça foi pedida por dom Eugênio, pelo que se falou nos botequins dos bem informados, e entregue em bandeja de prata.



Leia também:
Meninos, eu vi! A crítica sobre o Especial Porta dos Fundos de Natal 2019

Nesta véspera de Natal de 2019, portanto quase 40 anos depois, gostaria de reler a crônica, mas não achei na Internet. Relembro o episódio para relatar ao mais jovens como era o Brasil no que se imaginava ser o pós-ditadura e por saber que daqui a 40 anos estaremos rindo (e assim espero) ainda mais da sátira que a turma do Porta fez em nome de Jesus. E que agora tentam boicotar no Netflix.

Acham, os Eugênios de hoje, que Jesus não pode fazer rir, mas ser amargo como são. Dom Eugênio, curiosamente, virou um processo de reabilitação após sua morte. Enquanto no auge da ditadura silenciou e agiu para anular tentativas da corrente progressista da Igreja Católica para liderar movimentos pela liberdade, no pós-morte tentaram dar a ele a imagem de alguém que defendeu presos políticos. Não se sabe quem ou onde.

Talvez daqui a 40 anos surja alguém para dizer que Feliciano, Carlos Vereza e Jair Bolsonaro também fossem fieis defensores da ditadura. Fica de olho, meninada com menos de 20!

Porta dos Fundos - perseguidos no terceiro milênio
Porta dos Fundos - perseguidos no terceiro milênio  

 

Veja também:

>> Especial de Natal Porta dos Fundos 2019 - Meninos, eu vi!

>> Caetano processa Olavo de Carvalho: R$ 2,8 milhões

>> PMs acusados de matar e desaparecer com corpo de engenheira são absolvidos

>> Weintraub é convocado ao Congresso para revelar universidades que mantém plantio de maconha

>> Flávio Migliaccio e Débora Bloch são eleitos eleitos os melhores da TV em 2019

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Censura a Porta dos Fundos nos remete a Arcebispo do Rio contra Novaes nos anos 80
 

Copyright 2020 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!