• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > política > geral

Política - Geral

 

Terça-feira, 24 de Janeiro de 2017

Bolsa de apostas para sucessão de Teori pende para Gilmar

Da Redação

Gilmar Mendes. Este ministro é o que tem aparecido como o provável sucessor de Teori Zavascki na condução do processo da Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal. O motivo? Poucos brasileiros que acompanham a trajetória deste ministro que tudo pode e nada acontece consegue vê-lo barrado em momento que parece ser o mais estratégico de todos desde a efetivação do golpe político/parlamentar instituído contra Dilma Rousseff. Em outras palavras: do que teria adiantado tudo isso se, menos de um ano depois, todos os golpistas fossem denunciados e condenados por crimes mais graves do que os atribuídos ao PT até aqui?

Gilmar, que hoje conduz o processo que pode cassar a chapa Dilma/Temer, é o ministro mais poderoso da Suprema Corte. Especialmente com a ausência forçada de Teori, ele reúne agora força suficiente para determinar a sorte de Temer e de seu vasto grupo político. Cassá-lo levaria o país para uma nova mudança de ordem via eleição indireta - que é o que prevê a Constituição. Quanto custaria então o seu apoio?

Findo o processo do voto na chapa do PT/PMDB, Gilmar ficaria a ver navios. Mas, em caso de assumir também o processo da Lava-Jato, onde há mais de uma centena de nomes a serem julgados por recebimento de propina, ele teria então poder não para negociar com apenas um dirigente, mas com todas as forças políticas. Os nomes incluem políticos de todas as legendas - ou quase todas.

Talvez esta certeza tenha sido a sua segurança em se reunir com Michel Temer e Moreira Franco no Palácio do Jaburu um dia após o enterro de Teori. O momento, sob o ponto de vista ético, foi dos mais deploráveis. Mas, como todos sabem, Gilmar pode tudo. Não teria porque fazer concessões á ética agora.

Cármen Lúcia deu indicações, nesta segunda-feira, de que não pretende atrasar o processo de delações e autorizou que juízes auxiliares, que atuavam com Teori, prossigam tomando depoimentos de executivos da Odebrecht.

O jornalista Carlos Tautz observa ainda que agora há indicações de que Cármen Lúcia irá promover um sorteio entre os quatro ministro da segunda turma para determinar o sucesso - a turma onde está Gilmar.

Mas, por outro lado, nada ampliará ainda mais a certeza empírica de parte da população (83%, segundo Paraná Pesquisas) de que Teori foi vítima de assassinato do que a consolidação de um aliado tucano em seu lugar. Se Cármen Lúcia fechar com a tese de que o sucessor virá da segunda turma a sucessão estará caindo no colo de Gilmar. Os demais, à exceção do decano Celso de Mello, não contam com subjetivismos a altura.

 

Veja também:

>> Dória: programa de governo é desconstruir Fernando Haddad

>> Ator morre baleado durante gravação de clipe na Austrália

>> Verdades, mentiras e os achismos do Globo no caso Teori

>> São Paulo voltou a ficar cinza: obra de Dória foi apagar a beleza do grafite - vídeo

>> A morte de "Diego Maradona", preso em Bangu, e a crônica de Drummond

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Bolsa de apostas para sucessão de Teori pende para Gilmar
 

Copyright 2017 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!