• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Sexta-feira, 27 de Novembro de 2020

Globo fará debates nesta sexta-feira em 35 cidades

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > política > geral

Política - Geral

 

Sexta-feira, 02 de Outubro de 2020

A briga de Freixo com o PSOL e os discípulos de Torquemada

Wesley: o dinheiro veio do rico. E daí? Pior se fosse de quem pouco tem
Wesley: o dinheiro veio do rico. E daí? Pior se fosse de quem pouco tem
Por Fábio Lau

A treta do PSOL com o Freixo, com ameaças de ruptura, me faz lembrar evangélico que lê o Primeiro Testamento como se fosse aplicável hoje. Nele não se poderia cortar cabelo ou fazer a barba, comer carne de porco, usar contraceptivos, ter cães e gatos dentro de casa .....(Levítico 19:27) ou mesmo divorciar (Marcos 10:7).


Você coloca Torquemada para cuidar do portão, e quando vê ele está rabiscando o estatuto do partido. Como o medo do inferno, mesmo na política, é gigante, seus discípulos ameaçam lançar na fogueira até o mais puro dos irmãos.

Wesley Teixeira recebeu recursos de pessoas físicas, ricas, como garante a lei.
- Ora, o estatuto do partido proíbe! Diz um discípulo do Torquemada.

Então muda-se o estatuto.

É arrogante o estatuto se sobrepor à lei.
Se a origem é lícita e declarada, menos importa isso do que o destino que será dado a ela.

Os representantes políticos do grande capital se elegem e levam parte do recurso para o exterior.
Não raro depositam em bancos na Suíça.




Alguns trocam por jóias numa manobra que ficou comum e deflagrou uma onda de assaltos a joalherias no Rio de Janeiro.

Lembra do governo Cabral?

Se o cabra da Baixada recebe uma fração dos ricos para fazer campanha, e não usará o mandato para beneficiá-los, é sinal de que ou alguns ricos estão mudando ou pobres começam a conquistar espaço - cabem as duas hipóteses também.

O dinheiro, seja do rico ou do pobre, não é um problema. A sua má distribuição sim.
O dinheiro do rico é bem vindo quando distribuído de forma igualitária - como salário nas empresas ou doação para entidades e instituições - Quando tributado também - e não concentrado em bens familiares ou depositados... na Suíça, Aruba, Panamá, Bahamas...

Não amaldiçoar o dinheiro, mas vê-lo como um meio de melhorar o ambiente social - e político - não é crime.

Mas o purismo, dos hipócritas, este sim, ao meu ver, é condenável.

Vejo gente do DEM tirando uma casquinha:

- Ah, mas até o PSOL recebe dinheiro de gente rica...

Ué! Queria que ele tirasse de quem tem pouco, pouquíssimo ou quase nada? Como faz Paulo Guedes?

Freixo ameaçou deixar a legenda se punirem o cara que é adorado do movimento negro, entre artistas e intelectuais - além de alguns ricos.

Se fosse ele um cara pouco criativo e antipático talvez não merecesse ajuda financeira legal.

E talvez fosse o orgulho dos discípulos do Torquemada.

 

Veja também:

>> Botafogo promove Bruno Lazaroni e vai enfrentar Cuiabá na Copa do Brasil

>> Preta Ferreira premiada em Gramado: 'Tentaram me silenciar, voltei gritando'

>> Candidatos à Prefeitura do Rio farão debate hoje na Band

>> Chega de Marielles: Talíria Petrone denuncia ameaças sofridas à ONU

>> Direito ao Esquecimento: STF pode sepultar registros históricos - vídeo

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
A briga de Freixo com o PSOL e os discípulos de Torquemada
 

Copyright 2020 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!