• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Sábado, 15 de Dezembro de 2018

Castrinho é acusado de abuso sexual por Iris Bruzzi. Ele nega
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Quarta-feira, 05 de Dezembro de 2018

Após massacre ao cão, Masterchef omite nome do Carrefour do programa

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > política > eleições

Política - Eleições

 

Quinta-feira, 06 de Dezembro de 2018

PT pede quebra de sigilo de empresas fomentadoras de WhatsApp

Bolsonaro subirá a rampa com nova dor de cabeça
Bolsonaro subirá a rampa com nova dor de cabeça


O impulsionamento de fake news contra o PT e seu candidato, Fernando Haddad, nas últimas eleições poderão subir a rampa do Planalto ao lado do futuro presidente. Parlamentares do PT na Câmara protocolaram nesta quarta-feira (5), no Ministério Público Eleitoral (MPE), representação em que pedem a quebra de sigilo bancário, telefônico e telemático de empresas e pessoas físicas envolvidas em esquema milionário de mensagens no WhatsApp para favorecer Jair Bolsonaro (PSL) nas Eleições 2018.



Para ler a íntegra do documento clique aqui


A cópia da representação também foi enviada ao diretor-geral da Polícia Federal (PF), Rogério Galloro. Nela, os deputados Paulo Pimenta, Paulo Teixeira e Henrique Fontana, entre outros, referem-se a novas denúncias publicadas pela imprensa sobre empresas que usaram telefones e CPFs de terceiros para o envio das mensagens pró-Bolsonaro, com o impulsionamento de notícias falsas contra o PT e seu candidato à Presidência da República, Fernando Haddad.

Os parlamentares apontam na representação crimes tipificados no Código Eleitoral e na legislação penal, por afronta às livres e autênticas manifestações públicas em redes sociais por pessoais reais, legitimas e identificáveis

Para os petistas, a apuração do MPE e da Polícia Federal poderá levar à punição de empresas e pessoas físicas que sabotaram o processo eleitoral, "para desequilibrar o resultado válido da vontade popular soberana".

 

Veja também:

>> Polícia faz operação em escola de samba e "descobre" esquema de lavagem de dinheiro

>> Após massacre ao cão, Masterchef omite nome do Carrefour do programa

>> Adriana Passos: herdeira do samba tradicional faz show na Lapa

>> "Infiltrado na Klan" é filme histórico e tem tudo a ver com o Brasil 2018

>> Pobreza extrema está de volta segundo o IBGE: 2 milhões a mais

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
PT pede quebra de sigilo de empresas fomentadoras de WhatsApp
 

Copyright 2018 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!