• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Terça-feira, 30 de Novembro de 2021

Jornalista é demitida da Globo devido ao "alto salário"
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Segunda-feira, 22 de Novembro de 2021

Gilberto Gil revela ter sido alvo de racismo em colégio católico

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > política > eleições

Política - Eleições

 

Quarta-feira, 31 de Maio de 2017

Paraná Pesquisas: Temer, Justiça, mídia e Lula

Por Fábio Lau

Nos livrarmos de políticos como Temer. Esta deveria ser a meta do país
Nos livrarmos de políticos como Temer. Esta deveria ser a meta do país

O golpista Michel Temer é um homem triste, solitário e desprezado pela população brasileira. Não bastasse isso, periga ser denunciado e preso tão logo deixe o mandato presidencial ao qual usurpou ajudado por partidos derrotados nas urnas, um judiciário parcial e ao mesmo tempo omisso diante da evidência de golpe e uma mídia historicamente manipuladora e anti-democrática. Pesquisa do Instituto Paraná revela que 90% da população brasileira deseja Diretas Já! E isso não é tudo. O índice de rejeição de Michel Temer é tal que o mesmo universo consultado afirma que mesmo que houvesse garantias de que o Brasil melhoraria com Temer ainda assim prefeririam que ele deixasse o governo. Nada pode ser tão humilhante para um homem público.


Pai de Michelzinho, casado com Marcela, o ilegítimo Michel Temer jamais poderia estar onde está. Nem estes penduricalhos familiares lhe deram a densidade de um homem comum. Um bom homem para chefiar a nação. Diante do desprezível retrato há quem culpe o PT e sua solução pela cooptação política a responsabilidade deste infortúnio vivido pelo país. É meia verdade. E meia mentira também.

No acordo partidário que o empoderou, retrato adoecido do ambiente político do país, não caberia a traição ao limite em que chegou: o vice-presidente conspirar com os adversários do governo, alimentado por uma Justiça parcial e seletiva, contando ainda com uma mídia sem compromisso ético com a atividade e garantida por um oligopólio aparentemente indestrutível.

É fato. Mas é fato também que o PT, vencedor das quatro últimas eleições, abdicou de governar e aprofundar reformas no campo da Educação, Saúde, reformas estruturais na Comunicação e no Campo, além do fortalecimento das instituições e da renovação do ambiente político. Passou a acreditar que o troca-troca de benesses e arranjos partidários lhe garantiriam o poder por tempo indeterminado.

Errou. Foi golpeado por aqueles que se beneficiaram do modelo de gestão e principalmente pela mídia a quem alimentou com recursos públicos acreditando que a estaria cooptando.

O desprezo a Michel Temer é também o desprezo a este método de governança mantido pelo PT - uma cópia do que fez o PSDB mas com uma diferença: o PT jamais foi ou será do clube.

Portanto, há de se fazer uma ampla reforma partidária e uma expressiva renovação de quadros caso queira sobreviver como partido e propostas.

O próprio Lula teria agora um papel ainda mais importante do que buscar a Presidência a qualquer custo: organizar o partido e, em vez de concorrer ciente de que não terá maioria e precisará e precisará compor com os mesmos canalhas de sempre, pensar no Brasil a médio prazo.

O futuro do país depende de investimento em setores onde há carência especialmente na formação de recursos humanos. Formar gente. Preparar a população para criarmos bons cidadãos. E assim, naturalmente, estaremos livres de políticos como Michel Temer.



 

Veja também:

>> Ney Matogrosso: política, música, amor, sexo e Cazuza - vídeo

>> A entrevista de Alexandre Garcia com General Figueiredo - vídeo

>> Maior nome do futebol do momento, Gabriel Jesus pintou a rua na última Copa

>> Dallagnol diz que Gilmar investe na impunidade

>> Dória sofre desgaste público, derrota na Justiça e mais um secretário pede demissão

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Paraná Pesquisas: Temer, Justiça, mídia e Lula
 

Copyright 2021 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!