• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > política > eleições

Política - Eleições

 

Sexta-feira, 01 de Junho de 2018

Precisamos voltar a discutir política no almoço de domingo

Pela volta do debate político na mesa do almoço
Pela volta do debate político na mesa do almoço

Por Fábio Lau*

Não é piada. O negócio é sério. Diziam os velhos que não se devia discutir assuntos polêmicos, como política e religião, na hora do almoço em família. O sangue fervia, a coisa esquentava e, não raro, alguém levantava da mesa antes de terminar o almoço por não aguentar a calorosa discussão. Alguém mais viveu isso? Eu vivi.

ver mais >>

Terça-feira, 29 de Maio de 2018

Lula lidera corrida também em São Paulo

Lula poderá vencer em SP pela primeira vez
Lula poderá vencer em SP pela primeira vez

Reduto tucano, São Paulo é território historicamente hostil ao PT. Ali, o partido de Lula jamais venceu uma eleição no primeiro turno. Perdeu em 89 para Collor no segundo turno ( 42,10% X 57,90%. Naquele ano, o da primeira eleição presidencial após a ditadura, Lula só venceria em redutos brizolistas (RJ e RS) e em Pernambuco (terra de Miguel Arraes). Em 94 a derrota foi para FHC ( 27,01% X 55,74%), em 98 para o mesmo tucano (28,84% X 59,89%). Em 2006 o susto foi ir para o segundo turno com Alckmin (47,74% X 52,26%). Em 2010, entre Dilma e Serra (45,95% X Serra, 54,05%), o PT confirmaria a tendência de perder no maior colégio eleitoral do país. Em 2014, no segundo turno, Aécio teve o maior percentual de votos já conferido a um tucano no estado: venceu por 63% a 37%.

ver mais >>

Segunda-feira, 28 de Maio de 2018

Preso, incomunicável e invisível, Lula tem mais de 3 vezes a soma de adversários

Ele foi preso há 52 dias, permanece incomunicável e a velha mídia tenta fazer crer que esteja mais ou menos morto - afinal, há tempos não fala dele. No entanto, a preferência pelo ex-presidente Lula para substituir o ilegítimo e impopular Michel Temer não para de surpreender. E se houvesse segundo turno, Lula também derrotaria qualquer adversário por ampla margem de votos. Deve ser difícil para um candidato da direita admitir qual é, de fato, sua representatividade neste cenário: nenhuma.

ver mais >>

Quarta-feira, 16 de Maio de 2018

O advogado responde: afinal, Lula é ou não elegível? e se ganhar pode não levar?

Ricardo Stuckert - foto
Ricardo Stuckert - foto

O advogado Luís Antonio Albiero, assessor jurídico da Câmara Municipal de Americana e ex-vereador do PT, é antes de tudo um estudioso. E é neste momento em que dúvidas pairam e omissões sobre o Direito são omitidas que ele se debruça sobre elas para ajudar o eleitor de Lula a entender a real situação do candidato a uma terceira eleição presidencial. Entre outros esclarecimentos, Albiero revela que caberá ao TSE analisar lá na frente a candidatura, mas acima dele restará o STF.

ver mais >>

Segunda-feira, 14 de Maio de 2018

Em cenário sem Lula, pesquisa CNT/MDA dá liderança folgada para a extrema direita

Foto: Ricardo Stuckert - Fotos Públicas
Foto: Ricardo Stuckert - Fotos Públicas

Enquanto a esquerda não se une em torno de um único nome que possa enfrentar a onda conservadora que varre o país, e se divide em pelo menos quatro nomes insistindo na candidatura Lula, cuja chance de concorrer é praticamente inexistente, a direita nada de braçada e vai abrindo vantagem. Pesquisa divulgada nesta segunda-feira (14) pela CNT/MDA indica que o candidato de extrema direita, Jair Bolsonaro (PSL) com 18,3% da preferência, lidera com folga as intenções de voto. Ele é seguido por Marina Silva (Rede), com 11,2%. Em terceiro, com a metade (9%) do conferido a Bolsonaro, aparece Ciro Gomes (PDT). O candidato vive, segundo analistas, seu melhor momento político apostando na ausência de Lula na disputa.

ver mais >>

Quinta-feira, 10 de Maio de 2018

Paraná Pesquisa mostra eleitorado do Rio correndo para a direita

Perfil do eleitorado do Rio ainda mais conservador, revela pesquisa
Perfil do eleitorado do Rio ainda mais conservador, revela pesquisa

O Rio já foi considerado a voz dissonante do Brasil. Mesmo na ditadura militar foi o estado que apostou todas as fichas no único partido de oposição, o PMDB. Ainda naquele período acolheu e elegeu Brizola com seu trabalhismo sanguíneo que, por circunstâncias nefastas da História, se transferiu do PTB para o PDT. Foi o ciclo Brizola o último vestígio deste Rio transgressor. Desde a vitória de Garotinho, ainda no PDT, mas já bandeado para o conservadorismo religioso, o Estado só elege candidatos da banda de lá - liberais, fisiológicos, corruptos da pior espécie.

ver mais >>

Pág. atual: 2/227
 
 

Copyright 2018 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!