• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017

Morre o ator e humorista Paulo Silvino
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Segunda-feira, 14 de Agosto de 2017

Hermano Henning processa SBT

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > política > brasília

Política - Brasília

 

Quinta-feira, 05 de Abril de 2012

Cachoeira, Demóstenes e um juiz em Berlim

O Poder Online

Miro: revelações bombásticas estão por vir
Miro: revelações bombásticas estão por vir

Do Poder Online
O deputado Miro Teixeira (PDT-RJ) prevê que surgirão novas revelações, caso a defesa de Demóstenes Torres insista em anular, no Supremo Tribunal Federal, as provas do envolvimento do senador com o bicheiro Carlinhos Cachoeira já obtidas pela Polícia Federal:
– O que Demóstenes precisa é revelar, antes que uma CPI o faça, os nomes de todos os que se aproveitaram da malha de poder e dinheiro do Cachoeira. Inclusive contar detalhes daquela viagem que ele e Cachoeira fizeram à Alemanha, na qual esteve presente um juiz muito importante do Brasil.

ver mais >>

Quinta-feira, 05 de Abril de 2012

Deputado associa Veja ao crime organizado

Câmara Federal - assessoria parlamentar

deputado critica Veja por ligação a Cachoeira
deputado critica Veja por ligação a Cachoeira

Os últimos escândalos que atingiram em cheio o senador Demóstenes Torres, o bicheiro Carlinhos Cachoeira e até a revista Veja (foram identificadas 200 ligações entre o contraventor e um dos diretores do semanário) foi alvo de duras críticas do deputado federal Fernando Ferro (PT/PE). Da tribuna da Câmara, Ferro disse que o crime organizado estaria associado a um importante grupo empresarial da mídia no Brasil. A Veja ainda não se pronunciou. Assista o vídeo.

ver mais >>

Quinta-feira, 05 de Abril de 2012

Procurador-geral de Justiça de Goiás é irmão de Demóstenes Torres

Brasil Atual

Ele poderá ser obrigado a investigar o irmão. Entendeu?
Ele poderá ser obrigado a investigar o irmão. Entendeu?

As primeiras interceptações telefônicas da investigação que resultou na Operação Monte Carlo tiveram parecer favorável do Ministério Público (MP) do Estado de Goiás, chefiado por Benedito Torres Neto, irmão do senador Demóstenes Torres (DEM-GO). Benedito tomou posse como procurador-geral de Justiça em 11 de março de 2011, quando já estava em curso uma apuração da Polícia Federal (PF) sobre a jogatina no Entorno. Sete dias depois da posse, Benedito encaminhou as investigações para o Ministério Público Federal (MPF), em razão do envolvimento de servidores públicos federais. O MPF conduziu os trabalhos em parceria com a PF de Brasília, até deflagrar a Operação Monte Carlo na semana passada, que resultou na prisão do bicheiro Carlinhos Cachoeira.

ver mais >>

Terça-feira, 03 de Abril de 2012

Bob Fernandes analisa o jogo político de Brasília que envolve política, Justiça e criminalidade

O colunista político da TV Gazeta, Bob Fernandes, fala sobre as ligações políticas de Brasília que envolvem ministro do STF, políticos e até bicheiros. Para o colunista, Demóstenes vive o inferno astral que ajudou a criar em torno de seus adversários políticos. Sinal dos tempos? Bob lembra também do grampo jamais ouvido que envolveria Demóstenes e Gilmar Mendes. Este, que manteria uma enteada trabalhando no gabinete de Demóstenes Torres.

ver mais >>

Terça-feira, 27 de Março de 2012

DEM já fala em expulsão de Demóstenes. Ato de Gurgel vai selar a sorte do senador

Da Redação

Grandes amigos: Demóstenes comemora com Agripino
Grandes amigos: Demóstenes comemora com Agripino

O DEM aguarda a decisão do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, para decidir o futuro do senador Demóstenes Torres (GO) no partido. A Procuradoria ainda não se pronunciou se abrirá uma ação em relação ao envolvimento dele com o empresário de jogos Carlos Cachoeira, preso na Operação Monte Carlo, no mês passado.

ver mais >>

Quinta-feira, 01 de Março de 2012

Amorim anuncia punição para militares que criticaram governo - mesmo na reserva podem ser demitidos

Por Adriano Ribeiro

BRASÍLIA - O ministro da Defesa, Celso Amorim, decidiu nesta quarta-feira, em conversa com os três comandantes militares, que os cem oficiais da reserva que assinaram o manifesto "Alerta a Nação - eles que venham, aqui não passarão": serão repreendidos por suas respectivas forças. A punição pela indisciplina depende do regulamento de cada um, do Exército, da Marinha e da Aeronáutica, e varia de uma simples advertência até a exclusão da força. Mesmo militares da reserva podem ser excluídos.
Nesse texto, os militares da reserva criticaram a interferência do governo no site do Clube Militar e o veto a um texto ali publicado que critica a presidente Dilma Rousseff e duas ministras. Nesse "Alerta à Nação", os oficiais afirmam não reconhecer "qualquer tipo de autoridade ou legitimidade” de Celso Amorim.

"Em uníssono, reafirmamos a validade do conteúdo do Manifesto publicado no site do Clube Militar, a partir do dia 16 de fevereiro, e dele retirado, segundo o publicado em jornais de circulação nacional, por ordem do Ministro da Defesa, a quem não reconhecemos qualquer tipo de autoridade ou legitimidade", diz o documento.

ver mais >>

Pág. atual: 102/102
 
 

Copyright 2017 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!