• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Você é um abolicionista moderno ou escravagista?
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Domingo, 10 de Dezembro de 2017

Morre aos 98 anos a atriz Eva Todor

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > política > brasil

Política - Brasil

 

Quinta-feira, 07 de Dezembro de 2017

Sem Tiririca? Pior não fica

O candidato não apresentou proposta alguma que visasse melhorar a condição do povo
O candidato não apresentou proposta alguma que visasse melhorar a condição do povo

Tiririca foi uma espécie de Macaco Tião com direito a voto. E não vai aqui nenhuma ofensa pessoal. A comparação se baseia na irreverência de quem decidiu votar no palhaço da TV que entrou para a política com o bordão: "vote em Tiririca. Pior não fica". Se o sentido da palavra "pior" pode ser aprofundada, não se sabe. Mas o cenário com Tiririca se tornou igualmente mórbido. O próprio, ao subir pela primeira vez ao plenário para se despedir, reconheceu que jamais apresentou propostas que mexessem com a realidade do povo mais simples - que votou nele por entender que seria representado. Uma lástima. Macaco Tião, personagem que o carioca inventou nos anos 80 para tripudiar sobre a política, foi bem votado, mas não poderia tomar posse - naturalmente.



Francisco Everardo Oliveira Silva, portanto, fez na quarta-feira (6) seu primeiro discurso na Câmara dos Deputados brasileira desde que foi eleito, em 2010, para anunciar que essa seria também a sua última intervenção. O palhaço "Tiririca", como ficou conhecido devido à personagem que interpretou durante os anos 1990 e que o levou à fama no Brasil, vai retirar-se da política.

"Subo a esta tribuna pela primeira vez e pela última vez, não por morte, mas porque estou abandonado a vida pública", afirmou. O motivo é simples: "É triste o que vi nestes sete anos, saio totalmente com vergonha. Não vou generalizar, não são todos, tem gente boa como em qualquer profissão".

"Tiririca" realçou ainda ser um dos deputados mais assíduos da Câmara dos Deputados: "Eu, um palhaço de circo de profissão", exclamou.

Francisco Everardo Oliveira Silva foi o deputado federal mais votado do país em 2010, conquistando 1,3 milhões de votos no estado de São Paulo, admitindo na altura que se tinha candidatado apenas para aumentar a sua visibilidade. No entanto, em 2014 superou novamente a barreiro do milhão de votos, e foi o segundo deputado mais votado no Brasil.

Afirmando que sai da política "triste" e "muito chateado", "Tiririca" admite que nos seus sete anos na política não fez "muita coisa". "Mas, pelo menos, fiz o que sou pago para fazer, estar aqui e votar de acordo com o povo", disse, acrescentando que o Congresso brasileiro "trabalha muito e produz pouco".

Com informações do Público

 

Veja também:

>> STF libera Andréa Neves e primo da prisão e eles podem até deixar o país

>> CUT repudia informação do UOL que afirmou cooptação da central por Temer

>> Polícia Federal desafia sociedade e volta a atacar Universidades Federais

>> Polícia prende traficante 157 e alimenta a arte de enxugar gelo

>> Policiais que fizeram selfie com traficantes viram memes e serão investigados

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Sem Tiririca? Pior não fica
 

Copyright 2017 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!