• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Terça-feira, 22 de Setembro de 2020

Mignonnes: corra e assista no Netflix antes que Damares censure
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Quarta-feira, 23 de Setembro de 2020

"Remédio Amargo": filme que lava a alma da mulher oprimida

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > política > brasil

Política - Brasil

 

Terça-feira, 12 de Abril de 2016

Roberto Jefferson: "Eduardo Cunha será detonado após o impeachment!"

Da Redação

Sobre canalhice tem gente que sabe muito, ou tudo. Roberto Jefferson é deles. Convive no meio, como advogado e protagonista, para saber como é que a coisa anda. E em entrevista a jornalistas e pitaqueiros do programa Roda Viva, da TV Cultura, alertou ao bandido-mor da presidência da Câmara que será ele será tirado do poder tão logo passe o impeachment - se passar. Quem analisa é o jornalista Fernando Brito.

Por Fernando Brito

No país da canalhice aplaudida pela mídia que o Brasil está se tornando não causa espécie que Roberto Jefferson volte a ser incensado pela imprensa.

Ontem, depois de desfilar no Congresso, foi a estrela do Roda Viva, com a sua autodefinição de "bandido com ética".

E declarou que o "prazo de validade" de Eduardo Cunha se extingue com o impeachment de Dilma.

"Ele sabe que a missão dele se exaure, a missão dele será completada. Depois de apertar o botão do painel da votação, ele vai ser afastado pelo STF, não tenho dúvidas disso. Este é o momento do suspiro dele., mas não podemos pular com você'."

Mas, francamente, ninguém - e muito menos Jefferson - pode achar que Eduardo Cunha não se precaveu contra isso.

Os "instintos mais primitivos" de Cunha não são diferentes do que ele é: ardiloso, chantagista, manipulador.

Não adianta Jefferson mudar de "bandido favorito" - título que ele deu a Cunha alguns dias atrás - e derramar-se em elogios a Temer.

Tirando o Augusto Nunes e outros jornalistas que acham que a pornográfica exibição do ex-barítono faz parte do vale tudo, ninguém no mundo da política quer conversa com ele.

 

Veja também:

>> Lula: mesmo sem voz ex-presidente falou por 35 minutos - ouça aqui

>> Porta dos Fundos ironiza, em vídeo, fuga de seguidores: Reunião de Emergência 3 - veja o vídeo

>> Fosfo: a contribuição maior que a Globo pode dar ao país é seu silêncio

>> Leandro Sapucahy vai estar no Samba com Feijão, em Campo Grande

>> Ameaçado de processo por Jean Wyllys, Globo revê notícia, mas erra de novo

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Roberto Jefferson: "Eduardo Cunha será detonado após o impeachment!"
 

Copyright 2020 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!