• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > política > brasil

Política - Brasil

 

Sexta-feira, 17 de Fevereiro de 2017

Perguntas de Eduardo Cunha encaminhadas a Temer são melhores do que eventuais respostas

Da Redação

Moro vetou 21 das 41 últimas perguntas ano passado
Moro vetou 21 das 41 últimas perguntas ano passado
Há quem precise aguardar respostas para entender o enredo. Outros, a partir das perguntas apenas já fazem o roteiro. O rol de perguntas que Eduardo Cunha encaminhou para seu ex-aliado e hoje adversário Michel Temer, que do trono do Palácio vê o ex-presidente da Câmara trilhar caminhos até então restritos aos integrantes do PT e empresários citados na Lava-Jato, já valem o ingresso. Elas insinuam, por exemplo, que até recursos da Caixa Econômica teriam sido destinados ao pagamento de uma suposta amante de vossa excelência.

Na primeira lista de perguntas encaminhada por Cunha via Sérgio Moro, no anos passado, o juiz da Lava-Jato fez-se de censor. Vetou a maioria delas (21 de 40) sob a alegação de que queriam constranger ou pressionar o ilegítimo. A decisão do magistrado é questionável porque não cabe ao juiz julgar intenção subjetiva, mas o que consta nos autos.

No rol de perguntas encaminhadas hoje há menção também a Gabriel Chalita, candidato derrotado ao governo do Estado em 2014 e para quem Temer havia intermediado a doação de R$ 10 milhões para a campanha - via caixa dois. As assessorias de Moreira e Temer estão afinadas em dar respostas rápidas. Afirmaram que as reuniões citadas jamais ocorreram. Chamaram Cunha de louco ou mentiroso.

O blogueiro Fernando Brito diz, no seu Tijolaço, que as primeiras perguntas, as que restaram portanto, acabaram levando à conexão Temer-Odebrecht, via Eliseu Padilha e José Yunes, que acabou demitido.

Agora, a tarefa cabe ao juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Criminal Federal de Brasília. Boa parte das perguntas, porém, dizem respeito ao ministro "empossado" pelo ministro Celso de Mello, do STF.

Diz Fernando Brito que uma das perguntas é especialmente intrigante. Tem conhecimento de oferecimento de alguma vantagem indevida, seja a Érica ou a Moreira Franco, seja posteriormente, para liberação de financiamento do FI/FGTS?
Érica? Quem poderia ser?

Bem, ao que se saiba só houve uma Érica na vida de Michel Temer, a jornalista Érica Ferraz, com quem tem um filho, hoje com 18 anos.

As respostas, mesmo se as perguntas forem indeferidas, logo começarão a surgir.

E o Planalto, finalmente, pôs-se em marcha para soltar Eduardo Cunha.

Talvez seja tarde demais.

As perguntas de Cunha.

1 - Em qual período o senhor foi presidente do PMDB?
2 - Quando da nomeação do senhor Moreira Franco como vice-presidente de
Fundos e Loteria da Caixa Econômica Federal, o senhor exercia a presidência do PMDB?
3 - O senhor foi o responsável pela nomeação dele para a Caixa? O pedido foi feito a quem?
4 - Em 2010, quando o senhor Moreira Franco deixou a CEF para ir para a coordenação da campanha presidencial como representante do PMDB, o senhor indicou Joaquim Lima como seu substituto?
5 - O senhor conhece a pessoa de André de Souza, representante no Conselho dos Trabalhadores no FI/FGTS à época dos trabalhadores?
6 - O senhor fez alguma reunião para tratar de pedidos para financiamento com o FI, junto com Moreira Franco e André de Souza?
7 - O senhor conhece Benedito Júnior e Léo Pinheiro?
8 - Participou de alguma reunião com eles, junto com Moreira Franco para doação de campanha?
9 - Se a resposta for positiva, estava vinculada a alguma liberação do FI?
10 - André da Souza participou dessas reuniões?
11 - O senhor conheceu Fábio Cleto?
12 - Se sim, o senhor teve alguma participação em sua nomeação?
13 - Houve algum pedido político de Eduardo Paes, visando à aceleração do projeto Porto Maravilha para as Olimpíadas?
14 - Tem conhecimento de oferecimento de alguma vantagem indevida, seja a Érica ou Moreira Franco, seja posteriormente para liberação de financiamento do FI/FGTS?
15 - A denúncia trata da suspeita do recebimento de vantagens providas do consórcio Porto Maravilha (Odebrecht, OAS e Carioca), Hazdec, Aquapolo e
Odebrecht Ambiental, Saneatins, Eldorado Participações, Lamsa, Brado, Moura Debeux, BR Vias. O senhor tem conhecimento como presidente do PMDB até 2016 se essas empresas fizeram doações a campanhas do PMDB. Se sim, de que forma?
16 - Sabe dizer se algum deles fez doação para a campanha de Gabriel Chalita em 2012?
17 - Se positiva a resposta, houve a participação do senhor? Estava vinculada à liberação desses recursos da Caixa no FI/FGTS?
18 - Como vice-presidente da República desde 2011, teve conhecimento da participação de Eduardo Cunha em algum fato vinculado a essa denúncia de cobrança de vantagens indevidas para liberação de financiamentos do FI/FGTS?
19 - Joaquim Lima continuou como vice-presidente da Caixa Econômica Federal em outra área a partir de 2011 e está até hoje, quem foi o responsável pela sua nomeação?

 

Veja também:

>> O debate fora de hora sobre necessidade de torcida única

>> Carlos Moreno: Bombril não vê mais utilidade no maior garoto propaganda da história

>> Jânio de Freitas sobre Alexandre Moraes no STF: "um plagiador!"

>> Holanda fecha 19 prisões por falta de detentos

>> Federal deflagra Lava-Jato II: Operação pode chegar a Temer

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Perguntas de Eduardo Cunha encaminhadas a Temer são melhores do que eventuais respostas
 

Copyright 2017 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!