• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Quinta-feira, 22 de Fevereiro de 2018

Merlí: último episódio da última temporada deixa sentimento de viuvez
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Segunda-feira, 19 de Fevereiro de 2018

Camila Pitanga é ofendida por mulher em Shopping do Rio

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > política > brasil

Política - Brasil

 

Sexta-feira, 09 de Fevereiro de 2018

Já são 25 os mortos por febre amarela no Rio

Meia dose na capital do Rio por conta da escassez de vacinas
Meia dose na capital do Rio por conta da escassez de vacinas
A capital do Rio de Janeiro não contabilizou qualquer caso de morte em função da febre amarela, mas no interior o número não para de crescer. A Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro confirmou hoje mais uma morte por febre amarela no estado. O caso aconteceu no município de Paulo de Frontin no sul fluminense. O estado já registrou 25 mortes e 55 casos da doença, de acordo com a Secretaria.


Além de Paulo de Frontin, foram registradas mortes em Valença (seis), Teresópolis (quatro), Nova Friburgo (três), Rio das Flores (duas), Sumidouro (duas), Cantagalo (duas), Angra dos Reis (duas), Miguel Pereira (uma), Paraíba do Sul (uma) e Carmo (uma).

A maior parte dos casos foi registrada nas cidades de Valença (16), Teresópolis (sete), Nova Friburgo (seis), Sumidouro (cinco), Angra dos Reis (quatro) e Cantagalo (três). Os seguintes municípios registraram dois casos: Duas Barras, Rio das Flores e Carmo.

Também foram registrados casos, sem óbitos, nas cidades de Petrópolis, Vassouras, Maricá, Paty do Alferes e Mangaratiba.

A Secretaria de Saúde também registrou cinco casos de macacos infectados nas cidades de Niterói, Angra dos Reis (na localidade de Ilha Grande), Barra Mansa, Valença e Miguel Pereira.

Da Agência Brasil

NdaR - Na capital alguns postos só aplicam meia dose da vacina. Assim, após receber a dose , o carioca precisa retornar ao posto um mês depois para tomar a complementação. Segundo a Secretaria, a meia dose já garantiria a imunização por um período de oito anos.

 

Veja também:

>> Lewandowski diz que prisão em segunda instância fere a Constituição

>> Defensora do golpe no Brasil, Luana Piovani vai ao encontro do Socialismo Português

>> Bloco do Silêncio, na Serra do Rio, promete Harmonia nota 10 no Carnaval

>> Fazer Carnaval é um modo de resistência - Por Berg Silva

>> Da Bancada da Bala para a Papuda: João Rodrigues, um deputado em cana

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Já são 25 os mortos por febre amarela no Rio
 

Copyright 2018 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!