• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Quinta-feira, 12 de Dezembro de 2019

Boa dica Netflix? "História de um casamento".
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Quinta-feira, 12 de Dezembro de 2019

Charlie Sheen, a lenda, comemora dois anos longe das drogas

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > política > brasil

Política - Brasil

 

Quarta-feira, 13 de Abril de 2016

Dia do Beijo e as coisas que você deveria saber sobre ele - Por Lau Milesi

Da Redação

Tela: O Beijo
Tela: O Beijo
O Dia do Beijo é o dia de... beijar, claro! E a gente já acorda pela manhã estimulado a .... beijar. A jornalista Lau Milesi captou o espírito desta quarta-feira, 13 de abril, inspirada que estava na performance de um casal desinibido em um restaurnte. Pesquisou e mostrou para a gente que o carinho molhado tem história e ciência. Coisas que o smack do dia a dia não nos permite pensar. E ela compartilha com a gente agora. Um beijo, Lau Milesi!


Por Lau Milesi*


Você sabia?



Hoje vi um casal que me chamou a atenção pelos beijos que trocavam. Não só a mim, como a todos os clientes do restaurante onde almocei com a família e uns amigos.Todos, inclusive os garçons, observavam, boquiabertos, a naturalidade e a espontaneidade da troca de beijos em público. Pessoal, que coisa de louco.Vocês nem imaginam... O casal beijava muuuito, ignorando completamente a todos que estavam ao seu redor. E era um beijo atrás do outro. E um não era igual a outro... O cardápio era mais variado do que o do restaurante. Só vendo pra crer.

Confesso que a uma certa altura não parava de olhar, encantada de ver a versatilidade dos beijoqueiros. Nem preciso dizer que os mais conservadores soltavam fogo pelos olhos.

Como tenho uma memória fértil, logo imaginei que seria interessante destinar uma área nos restaurantes aos mais incontroláveis beijoqueiros, quem sabe. Um lugar, tal qual existe em algumas estações de trens europeias. Mas voltei à realidade rapidinho, pois o casal estava pertinho de mim e não queria perder NADA do que via.


Como surgiu o beijo


Bem ... o almoço acabou, mas a vontade de transformar o acontecimento em um post começou. E foi aí que, vindo pra casa, tive uma ideia. Resolvi fazer uma pesquisa sobre o beijo. E vejam o que descobri: vocês sabiam , que não se sabe (rs) como surgiu o primeiro beijo da humanidade ? Descobri que as referências mais antigas aos beijos foram esculpidas por volta de 2500 a.C . nas paredes dos templos de Khajuraho, na Índia.

Li, também, que, na Itália, no século XV, se um homem beijasse uma donzela em público, era obrigado a casar imediatamente. Ainda bem que estamos no século XXI, imagine se e o rapaz que vi hoje vivesse nessa época.

Os romanos tinham 3 tipos de beijos: o basium, trocado entre conhecidos; o osculum, dado apenas em amigos íntimos; e o suavium, que era o beijo dos amantes. Conta a história que imperadores romanos permitiam que os nobres mais influentes beijassem seus lábios, enquanto os menos importantes tinham de beijar suas mãos. Já os súditos podiam beijar apenas seus pés.

Sempre sobra para os súditos... e dependendo do tipo de súdito, tem mais é que beijar pé mesmo. Se forem "pelegos", então... (esse último parágrafo é meu, não da pesquisa)

Continuando... antigamente, na Escócia, o padre beijava os lábios da noiva no final da cerimônia de casamento. Dizia-se que a felicidade conjugal dependia dessa benção em forma de beijo. E o ritual se estendia pela festa, quando a noiva deveria circular entre os convidados e beijar to-dos -os- ho-mens -na -boca que, em troca, lhe davam algum dinheiro.

Enfim , as curiosidades sobre o "beijo" são muitas, mas o que me chamou a atenção foi todo o mecanismo do beijo, o que veio reforçar a impressão que tive da imagem do casal no restaurante.

O mecanismo

Observem se não tenho razão. Durante o ato de beijar são mobilizados 29 músculos, sendo 17 linguais. Os batimentos cardíacos podem aumentar de 70 para 150, melhorando a oxigenação do sangue, o que mostra que o beijo tem também benefícios para o coração.

E mais: no beijo há uma considerável troca de substâncias.São 9 miligramas de água, 0,7 decigramas de albumina, 0,8 miligramas de matérias gordurosas, 0,5 miligramas de sais minerais, sem falar em outras 18 substâncias orgânicas, cerca de 250 bactérias, e uma grande quantidade de vírus.

Mas, por favor, não se assustem com esses números- esse não foi meu objetivo- o beijo é ótimo. Além disso, queima calorias.

Efeitos colaterais

Acredita-se que um beijo caprichado consuma cerca de 12 calorias. Diante da pesquisa entendi porque o casalzinho parecia anoréxico. O rapaz e a moça eram magrinhos, magrinhos. Falta de apetite ou beijoqueiros de carteirinha? Sei lá. Mas que fiquei com vontade de beijar, ahhh..., fiquei sim.

"Osculuns" e um beijo para todos.

(Imagem : "O Beijo ", de Francesco Hayez, Pinacoteca di Brera, Milão).




*Lau Milesi







O primeiro beijo no cinema



E que tal a imagem do primeiro beijo do cinema? Foi em 1896 e, assim como era o muda projeção, o beijo fica assim também! The Kiss, com May Irwin e William Heise, lançado 1896, foi um dos primeiros filmes exibidos comercialmente ao público.


O catálogo Edison anunciava o filme assim: "Eles se preparam para beijar, começam a beijar, beijar, beijar e beijam de uma forma que traz a casa para baixo a cada vez."


Primeiro beijo do cinema
Primeiro beijo do cinema  









The Kiss foi dirigido por William Heise para o Edison's Black Maria Studios em West Orange, New Jersey de propriedade do inventor estadunidense Thomas Alva Edison.

O filme possui cerca de 47 segundos de duração com a reencenação do beijo entre May Irwin e John Rice, inspirado na cena final da peça musical The Widow Jones.

Um crítico contemporâneo escreveu: "O espetáculo de negaceio prolongado nos lábios um do outro era bestial o suficiente em tamanho natural no palco, mas ampliado para proporções gigantescas e repetido três vezes, é absolutamente nojento."



Bons beijos hoje e sempre
Bons beijos hoje e sempre  


 

Veja também:

>> Funkeiros na orla da Zona Sul fazem ressuscitar música de Wilson das Neves - vídeo

>> Acometido por câncer, Juninho Augusto morre na fila da Fosfoetanolamina Sintética

>> Manas e Monas: paródia de Roda Viva, de Chico Buarque, é sucesso na rede - vídeo

>> Cabo PM pega carona e vira doutor em Administração de Empresas

>> Lula: mesmo sem voz ex-presidente falou por 35 minutos - ouça aqui

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Dia do Beijo e as coisas que você deveria saber sobre ele - Por Lau Milesi
 

Copyright 2019 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!