• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Quinta-feira, 14 de Janeiro de 2021

A cientista que ofendeu Caetano e Felipe Neto
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Terça-feira, 12 de Janeiro de 2021

Lupin: Série francesa da Netflix quebra recorde na plataforma

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > polícia > segurança pública

Polícia - Segurança Pública

 

Quarta-feira, 13 de Janeiro de 2021

PMs acusados de invadir sem mandado casa de fotógrafo em favela do Rio

Firmino denunciou violência policial em sua casa
Firmino denunciou violência policial em sua casa

Não é uma exceção e tampouco surpreendente, mas nem por isso o abuso de autoridade e o crime de invasão de domicílio podem passar impune como desejariam as autoridades de Segurança Pública do Rio. O repórter fotográfico Tandy Firmino, morador do morro Santa Marta, no Rio de Janeiro, gravou um vídeo para denunciar a invasão de policiais na sua casa, na manhã desta segunda-feira (11). De acordo com Firmino, que fala abraçado à sua filha que chora, os policiais arrombaram a porta e ainda o criticaram por não ter ouvido eles baterem.

"Eu fui abordado agora pela manhã dentro da minha casa. Arrebentaram a porta da minha casa. A realidade de um morador de favela é essa: preto, pobre e favelado", desabafa. Firmino aponta para os prejuízos e prossegue: "Tá aqui, olha, a minha porta toda arrebentada. Quem vai pagar o prejuízo agora? O Estado vai fazer isso? Além do susto, cara, isso é muito esculacho pra um morador, você tá entendendo? Eu trabalho tranquilamente, tenho o meu trabalho, tô de férias, eu fui abordado dentro de casa e sai como errado, como se eu não tivesse escutado", afirmou.

Ao final ele diz que "infelizmente isso já virou rotina, a gente não tem nenhum tipo de direito, morador de favela. Chegam simplesmente e arrebentam a porta. E ainda me coloca como errado, como se eu tivesse errado porque eu não escutei. Eu tô em casa dormindo, eu tô de férias e ai vêm, abordam e arrebentam minha porta. Pô, isso é muito esculacho, você tá entendendo? E ainda perguntam o que que eu faço. Tô dentro de casa, não escutei nada. Essa é a realidade do morador de favela. A gente precisa ter direitos, não tem que ser dessa forma. Ser tratado como bandido dentro de casa", afirma.

Com informações do site Geledés

 

Veja também:

>> Maguito Vilela morre aos 71 anos por Covid-19

>> Simone Tebet vai disputar a presidência do Senado pelo MDB

>> Empresário revela ter dado quase R$ 1 mi em propina a Wilson Witzel enquanto juiz

>> Lupin: Série francesa da Netflix quebra recorde na plataforma

>> O centenário de um jornalista chamado Hélio Fernandes

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
PMs acusados de invadir sem mandado casa de fotógrafo em favela do Rio
 

Copyright 2021 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!